O antigo jogador de futebol, Ricardo Chaves, foi homenageado pela Câmara Municipal de Valpaços na passada quinta-feira, dia 7 de setembro, pela sua carreira no ‘desporto rei’, recendo a medalha de prata no salão nobre da autarquia.

Natural de Alpande, aldeia do concelho de Valpaços, Ricardo Chaves começou a jogar no escalão sénior aos 16 anos no GD Valpaços, mudando-se para o Desportivo de Chaves, onde chegou também a sénior.
Na Liga, representou clubes como o Vitória Setúbal, onde conquistou uma Taça de Portugal em 2005, e uma Taça da Liga em 2008, o Sp. Braga e Rio Ave. Representou ainda o Desportivo das Aves e o Mirandela, onde terminou a carreira e na temporada passada foi ainda treinador principal.
No Desportivo de Chaves, onde esteve como sénior entre 1998 e 2004, e entre 2012 e 2015, ficou ainda na história do clube na época 2012/13, quando os flavienses subiram à Liga 2 e conquistaram o único título nacional do palmarés do clube, a 2ª Divisão Nacional.
“Um dia especial e de reconhecimento”
Foi um Ricardo Chaves emocionado que recebeu a medalha de prata da autarquia valpacense, sem esquecer a sua família, treinadores e colegas que teve ao longo da sua carreira.
“Estou muito contente, pois comecei no GD Valpaços ainda bastante novo, foi um percurso difícil, com muitas dificuldades, mas tenho muito orgulho nele, e a homenagem representa um pouco do valor que teve a carreira, pois nem sempre somos distinguidos. Este foi um dia especial”, realçou o atual treinador dos juniores do GD Chaves.


Já o presidente da Câmara Municipal de Valpaços, Amílcar Almeida, destacou a carreira do antigo jogador, mas acima de tudo a sua humildade e ligação à sua terra.
“Nunca esqueceu as suas origens. Sempre disse que começou a jogar no GD Valpaços, e isso é notável, e por isso é que os valpacenses agradeceram tudo aquilo que fez em nome do concelho de Valpaços”, explicou.
A iniciativa partiu da Liga de Desporto Amadora de Valpaços, e o presidente, António Lage, considera a homenagem justa porque “o Ricardo [Chaves] é produto do desporto do nosso concelho”, lembrando que foi essa a razão porque a LDAV propôs a distinção.

Diogo Caldas

Share.

Deixe Comentário