O flaviense Leonel Gonçalves apresentou na quarta-feira passada, dia 25, o seu mais recente livro intitulado “O Luto”, que pretende ajudar a lidar com o sentimento de perda.

Trata-se do terceiro livro do autor e que vem completar a trilogia relacionada com a tanatologia que é a ciência que estuda a morte.
Depois de escrever sobre a tanatoestética, que fala sobre as diferentes formas utilizadas para a apresentação de um cadáver, e a tanatopraxia, que explica as formas mais adequadas de conservar um corpo após a morte, o escritor flaviense conta que o livro sobre o luto é o culminar da temática sobre a morte.
Leonel Gonçalves é técnico de Medicina Legal há 14 anos e apesar de trabalhar todos os dias com a morte diz que é sempre muito difícil lidar com o sentimento de perda e que a sua obra ajuda a refletir sobre este tema.
“Este livro visa precisamente aprofundar toda a temática sobre o luto, problematizando os aspetos negativos e positivos que se podem extrair de uma perda”, referiu Leonel Gonçalves.
Desde sempre que a morte suscitou enorme interesse por parte das civilizações e ao longo dos anos esta temática tem sido retratada de diversas formas, tanto ao nível da literatura, como da arte, por exemplo.
“O livro pretende, assim, demonstrar como é que a civilização ocidental tem entendido a morte ao longo dos séculos”, acrescentou.
A apresentação do livro aconteceu no Hotel Aquae Flaviae, em Chaves, na presença de cerca de três dezenas de flavienses. Na sessão estiveram igualmente presentes o Dr. Francisco Taveira, o Dr. Costa e Silva, a psicóloga Laura Ramos e o padre Gabriel Catarino, que foram os responsáveis por dar a conhecer o autor e o livro.
O flaviense espera que este seu terceiro livro, com cerca de cem páginas, seja tão bem recebido pelo público como foram os anteriores.

Cátia Portela

Share.

Comentarios fechados.