Decorreu ao final da tarde de sexta-feira, dia 14 de julho, na Adega Faustino, a apresentação pública da candidatura da CDU, contando com a presença de Jaime Toga, membro da Comissão Política do Comité Central do PCP. O candidato à Câmara Municipal, Manuel Cunha, salientou que a proposta da CDU passa por propor “um novo rumo para o concelho de Chaves, centrado no fator humano”.

Manuel Cunha

Sob o lema “Juntos para Humanizar”, foi apresentada publicamente a lista da CDU à Câmara Municipal de Chaves, para as próximas eleições autárquicas. Manuel Cunha é o cabeça de lista, seguindo-se Armando Martinho, Paula Rio, Ricardo Guerra, Olga Nogueira, José Pires, Carlos Pimentel, Maria Manuel Rocha, Miguel Coelho e Inês Torrado. Paula Esteves foi apresentada como cabeça de lista à Assembleia Municipal. A candidatura da CDU tem como mandatário Marília Matos.

Após a apresentação dos candidatos, Manuel Cunha salientou que “o processo de constituição das listas foi um processo de abertura democrática, aberto à diversidade de pessoas” e, dada a adesão das pessoas, “esta é a primeira vitória desta candidatura”, de tal forma que levou o candidato a afirmar que “estamos perante um cenário que nos permite ter uma voz na autarquia”.

Relembrando uma frase de Nelson Mandela “os impossíveis só existem enquanto não forem concretizados” e aludindo a mudanças que se vão assistindo no mundo político, “em que presidentes foram eleitos contra todas as previsões, referendos com resultados inesperados”, Manuel Cunha está confiante na eleição de um vereador. Acresce que “na cidade a nossa votação tem sido de cerca de 10% dos votos e que, se a mesma percentagem ocorresse nas freguesias fora da cidade, seria o suficiente para eleger um vereador”.

Com o lema “Juntos para Humanizar”, a proposta da CDU passa por propor “um novo rumo para o concelho de Chaves, centrado no fator humano”. A lista da CDU apresenta-se como “uma lista aberta, que traz para os destinos da autarquia novas gentes, com posturas e ideologias diversas, unida na vontade de lançar as mãos à obra e melhorar o nosso concelho.”. Para Manuel Cunha “é possível romper preconceitos, juntar diversidades, trabalhar em rede, fazer diferente, procurando uma autarquia centrada na mudança e na humanização.”

Paula Esteves

Segundo afirmou o candidato “vamos partir para uma campanha limpa, sem injúrias nem ataques pessoais, focados nos reais problemas dos nossos habitantes. Ainda há no nosso concelho pessoas a viverem sem a satisfação das necessidades mais básicas. Não se tem conseguido incentivos à economia de forma a criar postos de trabalho e a radicar empresas fortes na nossa cidade. Por isso, os nossos jovens partem para fora e não regressam, pois não encontram aqui quaisquer perspectivas de poderem ter ambições, uma vida estável, próspera e digna”.

Segundo Manuel Cunha, “é neste enquadramento que se está a construir o programa com o qual vamos desafiar todos os que se nos queiram juntar, sem preconceitos e sem medos”, concluindo que “quando as vozes que ecoam transportam ventos de mudanças, as pretensões das nossas gentes serão a nossa prioridade. Mudar para humanizar, na defesa do bem comum”.

Paulo Chaves

Share.

Deixe Comentário