O Rali do Alto Tâmega vai integrar o Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) de 2020, dois anos após o retomar da prova. Organização ainda não confirma mas realça “a importância para a toda a região”.

A notícia avançada pelo site ‘motor24’, ainda não foi confirmada pela entidade organizadora, o CAMI, mas o presidente, Nuno Loureiro, destaca a importância que pode vir a ter na região.
“Não podemos adiantar muito mais pois o calendário da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting ainda não saiu, e eles são a entidade reguladora e por isso ainda não é oficial”, explicou.
Mas para Nuno Loureiro, “havendo essa possibilidade é uma grande noticia para toda a região”.
“Ao pertencer ao campeonato nacional de ralis, o ralo do Alto Tâmega será dos melhores eventos desportivos de toda a região”, assinalou.
Destacando o trabalho do CAMI e dos municípios que compõe o rali, Nuno Loureiro realça que “a aposta foi bem feita” e que este será “um reconhecimento do trabalho”.
“Estamos preparados, mas a única diferença é que temos de começar a preparar já após a confirmação, pois um eventos destes é já ‘para amanha’ e estaremos todos empenhados”, garantiu.
O objetivo da organização ao retomar o rali do Alto Tâmega foi de chegar ao nacional de ralis e confirmando-se o próximo passo, a meta passa a ser “ter o melhor rali de asfalto do nacional de ralis”.
“Estamos aqui para dar o nosso melhor, a região é fantástica, tem condições fenomenais, autarquias fantásticas a ajudar, com o objetivo comum de assumir a região como um todo e cabe a nós o papel de procurar colocar o rali na estrada”, atirou.
Com o nacional à vista para a região, o responsável do CAMI explica que a diferença será muita, com a presença de “equipas altamente profissionais, padock’s com outra envergadura, ritmos diferentes e visibilidade maior”, enaltecendo ainda a hipótese de marcarem presença equipas do WRC, ou seja, do mundial de ralis.
“É o mesmo que ver um jogo de 2ª divisão ou um jogo entre FC Porto e Benfica. O campo é o mesmo, a bola é redonda, mas a qualidade dos jogadores e espetáculo tem muita mais qualidade”, concluiu.
Disputado inicialmente entre 1983 e 1993, o Rali Alto Tâmega afirmou-se como um dos mais espetaculares e exigentes ralis de asfalto em Portugal, características que levaram o CAMI Motorsport a reeditar o popular evento 25 anos depois, com o apoio dos municípios de Boticas e Chaves, integrando o Campeonato Norte de Ralis (CNR) em 2018. Já este ano, no mesmo escalão, juntaram-se os municípios de Montalegre e Valpaços.

Diogo Caldas

loading...
Share.

Deixe Comentário