Prova de rali de asfalto é candidata ao Campeonato de Portugal de Ralis em 2020. No ano passado municípios de Chaves e Boticas promoveram regresso da competição, mas organização quer juntar mais concelhos do Alto Tâmega.

O Rali do Alto Tâmega viu ser aceite a candidatura para integrar o campeonato nacional de ralis em 2020 e espera garantir a vaga, confessou Nuno Loureiro, presidente do Clube Aventura do Minho (CAMI).

“A expetativa para a edição de 2019 é muito alta, pois a prova é candidata ao campeonato nacional de ralis e por isso vai ter que se desenrolar como se fosse um campeonato nacional, onde as regras são completamente diferentes”, explicou.

Assim, o Rali do Alto Tâmega 2019, que volta a integrar o Campeonato Norte de Ralis, mas que ainda não tem data marcada, terá “mais quilometragem, um ‘shakedown’, ou seja, todas as características de uma prova nacional”.

O presidente do clube organizador explicou que “as provas candidatas têm de responder ao caderno de encargos do campeonato a que se candidatam”.

O Campeonato Norte de Ralis de 2019 tem previstas dez provas, uma delas o Rali do Alto Tâmega. A dupla de pilotos flaviense, Luís Delgado e André Carvalho, são tri-campeões do campeonato do norte e venceram o Rali do Alto Tâmega 2018.

“Alto Tâmega pode ser o melhor rali de asfalto de Portgual”

Para Nuno Loureiro, as “expetativas são muito boas porque a região tem condições únicas para fazer um grande rali de asfalto”, afirmando haver potencial para ser o melhor rali de asfalto de Portugal”.

“Nós estamos com força para corresponder às expetativas e para que a prova em 2020 pertença já ao nacional”, garantiu.

A candidatura, feita em outubro, foi aceite e a organização prepara agora as reuniões com as autarquias, forças de segurança, e com uma série de estruturas essenciais para o bom sucesso da prova”.

O CAMI já está “na estrada” pois tem feito “um levantamento prévio, para alterar um pouco o figurino do rali, devido à quilometragem exigida e o tipo de prova que temos de fazer”.

Mais municípios podem-se juntar

O Rali do Alto Tâmega voltou às estradas 25 anos depois numa organização conjunta entre os municípios de Chaves e Boticas, mas para 2019, mais municípios do Alto Tâmega podem juntar-se ao evento.

Nuno Loureiro explicou que há conversações para ter mais municípios na colaboração com o clube organizador, sem especificar quais se podem juntar.

O presidente do CAMI destacou ainda que a prova do ano passado “foi muito boa e correu muito bem”, considerando que este ano terá tudo para “ser ainda melhor” pois “as pessoas já se conhecem e será muito mais fácil de preparar”.

Diogo Caldas

 

loading...
Share.

Deixe Comentário