O flaviense Ivo Tavares foi 2º classificado no salto em comprimento, apenas atrás do campeão olímpico Nélson Évora, e contribuiu para o título do Benfica no Nacional de Clubes de Atletismo. Luís Saraiva em 3º lugar pelo SC Braga.

Na prova realizada em Leiria, o transmontano procurava ajudar o Benfica a revalidar o título pelo nono ano consecutivo, mas teve pela frente um rival de respeito, Nélson Évora, campeão olímpico do triplo salto que representou o Sporting no comprimento.

“O Sporting surpreendeu-nos com a escolha do Nelson Évora para a prova do comprimento. Sabia que ia ser uma prova desafiante e fiquei ainda mais motivado. Ambos abrimos a competição com um salto de 7.29m, e logo no segundo ensaio o Nelson conseguiu 7.58”, explicou.

Depois, Ivo Tavares conta que “queria ganhar a prova e sabia que tinha que superar o salto do Nelson, cheguei ao último salto em segundo lugar. Por infelicidade, faltou me um centímetro para dar os 8 pontos ao Benfica, pois saltei na última tentativa 7.57m”.

“O bom do fim-de-semana foi que conseguimos ser campeões nacionais por equipas novamente, graças à dedicação e aos excelentes resultados de todos os meus colegas de equipa”, vincou.
O atleta de Chaves tem agora, a 14 de agosto, em Lisboa, a Taça de Saltos, para a qual também foi convocado pelo Benfica.

Luís Saraiva ajuda ao 3º lugar do SC Braga

O aguiarense Luís Miguel Saraiva também marcou presença em Leiria, alcançando o 3º lugar nos 5 mil metros, com 14.19 segundos, atrás de Edward Zakayo, do Benfica, com 14.17 e Eduardo Mbengani do Sporting com 14.19, ajudando o SC Braga a chegar ao pódio por equipas.

“Terminamos, uma vez mais, no pódio (3º lugar) , cimentando assim o nosso posto no panorama nacional. A equipa feminina, terminou a competição no 4o lugar, mas cada vez mais próxima do pódio. Foi um ano de grandes sucessos para o nosso clube, o que faz antever novas glórias para o futuro”, destacou o transmontano.

Diogo Caldas

loading...
Share.

Deixe Comentário