A entrega do IRS terá de ser feita entre os dias 1 de abril e 30 de junho. À semelhança do que aconteceu no ano passado, esta será feita única e exclusivamente em computador. A Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, em Chaves, volta a ser parceira da Autoridade Tributária e vai disponibilizar um horário no qual a população se poderá deslocar até à sede da Junta para ter ajuda no preenchimento e entrega da sua declaração.

Jornal A Voz de Chaves: A Junta de Freguesia de Santa Maria Maior dá apoio, pelo segundo ano consecutivo, à população no preenchimento e entrega das declarações do IRS.
Hugo Silva: Sim. Este ano, o período aumentou em termos legais, e esta ação irá decorrer na sede da Junta de Freguesia durante os meses de abril, maio e junho. À segunda-feira e à quarta-feira será das 9h30 às 12h30 e à quinta-feira das 14h às 16h. As pessoas apenas terão de trazer consigo o seu número e senha de acesso ao Portal das Finanças e nós teremos cá os profissionais qualificados para poder dar todo o tipo de apoio neste preenchimento.

Existe algum custo associado?
Não, é totalmente gratuito. A única coisa que as pessoas têm de fazer é dirigirem-se à Junta de Freguesia e serão atendidas no próprio dia. Esta iniciativa conta com o apoio da Autoridade Tributária. As pessoas que irão ajudar no preenchimento do IRS da população estarão, durante os próximos dias, em formação em Vila Real, junto do departamento das finanças, para que possam, não só relativamente ao IRS, mas também em qualquer tipo de assunto pertinente na entrega de declarações, esclarecer e dar o maior apoio.

No ano passado foi a primeira vez que este apoio ao preenchimento do IRS por parte da Junta de Freguesia foi realizado. A maior adesão veio da população mais idosa?
Houve um pouco de tudo. Como é óbvio, neste momento quem tem mais dificuldades é a população sénior precisamente por parte dela não ter acesso ao computador e estavam muito habituados a uma forma diferente de preenchimento dos boletins. No ano passado toda a gente foi obrigada a realizar a entrega informaticamente e, nesse sentido, nós ajudamos as pessoas a ganharem essas bases e damos-lhes o apoio necessário para que não entrem em incumprimento. Este ano têm três meses para entregar a declaração, por isso ninguém pode, por assim dizer, falar que não houve ajuda, apoio ou que os prazos foram curtos.

Acha que algumas pessoas ficam ainda céticas relativamente às novas tecnologias por não verem algo palpável, como é o papel?
No ano passado tivemos alguns casos assim. Muitas pessoas dirigiram-se cá à espera de encontrar o típico boletim porque pensavam que era ainda preenchido à mão e depois digitalizado. Nós fomos sempre tentando fazê-las perceber as coisas, mostrando, mais do que falar, porque o preenchimento é feito no computador, mas as pessoas estavam lado a lado, ou seja, não foi feito em background. A pessoa no final levava o comprovativo de que em tal dia às tantas horas foi submetida a sua declaração com sucesso. Mas é perfeitamente normal que isto aconteça.
Qualquer dúvida que tenham podem contactar a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior através do número de telefone (276 331 541), ou podem deslocar-se à sede. Este último é preferível, porque presencialmente, e aportando as pessoas todo o tipo de documentos, podemos dar qualquer tipo de esclarecimento. Mesmo assim, quando não sabemos, e graças ao apoio que existe e a esta parceria com a Autoridade Tributária, estamos muito mais próximos de poder esclarecer de forma institucional as pessoas.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário