A Santa Casa da Misericórdia de Valpaços está a preparar a futura unidade de Cuidados Continuados do Hospital de Valpaços para receber utentes e funcionários que necessitem de ficar em isolamento e criou ainda uma parceria para análises clínicas ao Covid-19 com o Grupo Germano Sousa.

“Temos 22 camas, uma das quais é um quarto de isolamento com pressões negativas, na futura unidade de cuidados continuados, que vai funcionar como local de isolamento dos nossos utentes ou funcionários”, explicou o provedor, Altamiro Claro.

Segundo o responsável pela Santa Casa da Misericórdia de Valpaços “se houver algum caso nos nossos equipamentos vamos isola-los e transferi-los para a unidade de cuidados continuidades, nesses quartos, e fazer os testes para covid-19 em colaboração com o Grupo Germano Sousa que já trabalha connosco e vamos suportar os custos desses exames”.

Altamiro Claro lembrou que a Santa Casa de Valpaços tem 333 utentes em lar e que é necessário “ter um local reservado para se existir um problema deste tipo”.

“Vamos ter a nossa unidade de cuidados continuados dotada com tudo, camas e espaços completamente equipados, e pronta a funcionar”, vincou.

O provedor explicou ainda que serão admitidos já hoje enfermeiros para preparar a unidade de cuidados continuados de forma a dar apoio aos equipamentos e funcionários.

Já em cooperação com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) estão reservadas na área hospitalar cerca de 15 camas, caso o SNS precise de “transferir para estas camas utentes de outras patologias para libertar camas no SNS para o combate à Covid-19”.

Fechado desde 2011, o hospital da Misericórdia de Valpaços reabriu recentemente depois de um investimento de cerca de cinco milhões de euros da Santa Casa e da Câmara de Valpaços.

A unidade tinha em funcionamento a fisioterapia com 75 utentes por dia, um serviço que foi, entretanto, suspenso por causa do novo coronavírus.

Foram também canceladas as consultas externas e as análises clínicas.

Diogo Caldas

loading...
Share.

Deixe Comentário