Com cerca de 4000 cartões Rede Gestus distribuídos por 64 lojas da cidade de Chaves, mais de 2000 flavienses já usufruem das vantagens do cartão de cliente Rede Gestus. Na sexta-feira 15 de Abril, a cidade inaugurou o Centro Comercial a Céu Aberto no centro histórico.

 

Há cerca de um mês, cerca de 4000 cartões de cliente Rede Gestus chegaram a 64 lojas de comércio e serviços do centro histórico da cidade de Chaves. Hoje, mais de 2000 flavienses já usufruem das vantagens e descontos do cartão e podem agora contar com um novo conceito comercial na cidade: o Centro Comercial a Céu Aberto (CCCA) – Zona 4. A inauguração decorreu ao início da tarde de sexta-feira 15 de Abril, no Largo das Freiras, com uma largada de balões, que deliciou a pequenada dos jardins-de-infância da cidade, descontos nas lojas aderentes e talões para um sorteio no valor de 1300 euros em compras no comércio local.

 

Com duração prevista de dois anos, a Rede Gestus é um projecto que resultou da cooperação entre as associações comerciais de Bragança, Chaves e Viseu e contou com um financiamento de 700 mil euros para ser implementado até ao próximo mês de Setembro. “É um projecto que visa sobretudo dinamizar o comércio, começando pelos centros históricos e urbanos, para se ir alargando”, explicou o presidente da Associação Empresarial do Alto Tâmega (ACISAT), João Rua. No final, o objectivo é seguir o exemplo do Centro Comercial a Céu Aberto de Ourense, em Espanha, que um grupo de 20 empresários flavienses visitou no passado dia 4 de Abril.

 

De acordo com João Rua, as ferramentas dadas pelo Centro Comercial a Céu Aberto vão permitir aos comerciantes serem mais “competitivos” e “atractivos” junto do cliente. Entre elas, está a identificação visual dos estabelecimentos (logótipo), um cartão de fidelização, uma plataforma de venda online (Portal Gestus), em breve disponível ao público, bem como campanhas de promoção e dinamização em datas específicas como a do Dia da Mãe, que criou um catálogo de sugestões de presentes das lojas aderentes.

 

 

“Em termos de regras, apoios e dinâmica, o comércio em Chaves está muito avançado em relação a centros mais desenvolvidos”, garantiu João Rua. “Desde o início dos projectos de urbanismo comercial, há mais de 10 anos, pavimentaram-se ruas e foram modernizados mais de 200 estabelecimentos comerciais em Chaves com grandes incentivos de financiamento a fundo perdido a 75%. Investimos muito na dinamização com muitas acções de rua”, notou o presidente da ACISAT. Agora, “o comerciante tem que fazer a sua parte, modernizar-se e fazer investimentos internos”, aproveitando os apoios existentes, rematou. Sobre o sucesso da iniciativa em tempos de crise, João Rua admite que o comércio vive “um período de estagnação”, mas “o país não vai fechar” a loja!

 

Sandra Pereira

loading...
Share.

Deixe Comentário