Na passada sexta-feira, dia 2 de novembro, foi inaugurada em Chaves a exposição “Condemnados à Pena Última, 150 Anos da Abolição da Pena de Morte”.

Esta exposição, organizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Justiça, com a colaboração da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e o apoio da Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministros, tem como objetivo a celebração da abolição da pena de morte no nosso país para crimes civil em Carta de Lei, datada de 1 de julho de 1867 e aprovada pelo rei D. Luís.

De acordo com informação disponibilizada pela autarquia flaviense, “quem visita a mostra pode, não só acompanhar o percurso luminoso desse ideal abolicionista tanto nos meios académicos, jurídicos e legislativos, como tomar contacto com o lado sombrio de execuções à pena capital no nosso país, nalguns casos através de relatos presenciais da comoção que essas execuções causavam no seio da população”.

Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves, marcou presença na inauguração e referiu que “a abolição da pena de morte há 150 anos foi um passo decisivo na afirmação de Portugal no Mundo”.

“Condemnados à Pena Última, 150 Anos da Abolição da Pena de Morte” tem entrada livre e estará patente ao público na Sala Multiusos do Centro Cultural de Chaves até ao dia 28 de dezembro.

 

loading...
Share.

Deixe Comentário