Ações de silvicultura preventiva, principalmente na manutenção e instalação de rede primária de defesa da floresta contra incêndios, ações de consolidação pós-fogo, ações de estabilização de emergência e apoio ao combate a incêndios rurais, serão as principais funções da Brigada de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega.

14 Sapadores Florestais e um técnico florestal, credenciado pelo ICNF em fogo controlado, o Eng. Nuno Moutinho, constituem a Brigada de Sapadores Florestais ao serviço da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIMAT) e iniciaram a sua atividade na quarta-feira, dia 10 de abril.

Esta brigada, constituída por três equipas de cinco homens, apoiadas cada uma delas por uma viatura florestal, irá operar nos seis municípios do Alto Tâmega, permanecendo uma semana em cada um deles, tendo iniciado pelo concelho de Montalegre.

Além da limpeza florestal ao longo do ano, esta Brigada, no período de maior risco de incêndios, meses de verão, estará integrada no Dispositivo de Combate a Incêndios Rurais, exercendo, essencialmente, missões de apoio ao ataque ampliado, apoio ao rescaldo e reverificação do perímetro de incêndios.

A aposta na prevenção

A Brigada de Sapadores Florestais tem a sua Base num dos edifícios do Mercado Abastecedor, no Parque de Atividades de Chaves, cedido pelo município flaviense. O primeiro dia de atividade, ainda na Base, ficou marcado pela presença dos responsáveis da CIMAT, nomeadamente do presidente Nuno Vaz, também presidente da Câmara de Chaves, e do primeiro secretário executivo, Ramiro Gonçalves.

loading...
Share.

Deixe Comentário