Decisão foi tomada devido ao aumento do número de casos ativos de infeção por Covid-19 no concelho.

Até ao passado dia 7 de outubro, data em que foi lançado o comunicado no qual constam as novas medidas tomadas pela autarquia no combate ao novo coronavírus, existiam no concelho de Montalegre duas cadeias de transmissão: uma em Salto, onde existiam, até àquele momento, 52 casos registados, entre o lar de Nossa Senhora do Pranto, os Bombeiros Voluntários de Salto, a Escola Secundária do Baixo Barroso, a escola de Salto e particulares; e outra em Montalegre, havendo casos no Centro de Saúde, no Lar São José e ainda particulares.

Assim, no comunicado, assinado por Orlando Alves, presidente da Câmara Municipal de Montalegre, determina-se:

– A alteração do horário dos funcionários municipais de forma a reduzir o número de presenças em atividade de funções;

– A desconcentração dos horários das brigadas externas:

– O encerramento do castelo de Montalegre;

– A solicitação aos reverendíssimos párocos para diminuírem, ao máximo possível, as celebrações litúrgicas;

– A proibição de participação em velórios;

– O encerramento das feiras de Montalegre e Salto por tempo indeterminado;

– Os estabelecimentos de restauração e cafés devem encerrar às 22h.

“Face à constatação de o vírus estar disseminado por todo o território concelhio, apelo a todos que permaneçam em casa, evitem saídas desnecessárias e concentrações sem o necessário distanciamento. Mais se apela ao uso permanente de máscara e higienização continuada das mãos. Se todos assim fizermos, sairemos vencedores. Uma palavra de muito apreço às instituições que mais de perto são obrigadas a envolver-se no combate ao vírus e uma outra de solidariedade para todos quantos testaram positivo assim como às respetivas famílias”, conclui o mesmo documento.

loading...
Share.

Deixe Comentário