O homem de 61 anos detido por violência doméstica em Vila Pouca de Aguiar foi presente na terça-feira, dia 1 de setembro, ao Tribunal Judicial de Vila Pouca de Aguiar, ficando sujeito a termo de identidade e residência, proibido de permanecer na habitação onde reside a ofendida, assim como de contactar com ela. 

Os militares do Posto Territorial da GNR de Vila Pouca de Aguiar foram alertados na segunda-feira, dia 31 de agosto, para um crime de violência doméstica em Vila Pouca de Aguiar. A vítima, uma mulher de 63 anos, tinha-se refugiado num anexo da residência e afirmava  que o marido a queria matar, tendo na sua posse facas de grande dimensão e uma forquilha (alfaia agrícola). No local, o suspeito reagiu de forma hostil à presença da GNR, tendo sido detido e as facas e a forquilha apreendidas. 

O agressor foi presente a tribunal onde ficou sujeito a termo de identidade e residência, proibido de permanecer na habitação onde reside a ofendida, assim como  de contactar com ela, num raio de exclusão de 500 metros.

loading...
Share.

Deixe Comentário