A Associação dos Produtores de Fumeiro da Terra Fria Barrosã (APFTFB) foi recentemente reconhecida como entidade gestora das denominações «Alheira de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriça de Carne de Barroso-Montalegre – IGP», «Chouriço de Abóbora de Barroso-Montalegre – IGP», «Presunto de Barroso – IGP», «Salpicão de Barroso-Montalegre – IGP» e «Sangueira de Barroso-Montalegre – IGP».

De acordo com o município de Montalegre, a Indicação Geográfica Protegida é regulamentada pela União Europeia e classifica os produtos gastronómicos ou agrícolas produzidos numa região, garantindo que as características, a qualidade e a forma de confeção, acontecem de acordo com o método e a tradição que lhes deram fama.

O presidente da Câmara Municipal de Montalegre, Orlando Alves, recebeu com “agrado” a noticia pelo “reconhecimento atribuído a uma entidade que faz a gestão dos produtos fumados mas que tem, também, a responsabilidade de zelar pela qualidade dos mesmos”. O autarca considera que “as boas referências gastronómicas têm como base a qualidade dos produtos”.

A COOPBARROSO – Cooperativa Agrícola do Barroso está também a traçar este mesmo percurso para poder obter a gestão de outros produtos já certificados.

loading...
Share.

Deixe Comentário