A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses organizou a sua tradicional Ceia de Natal, na noite de 9 de dezembro, na qual recebeu, nas suas instalações, mais de 130 convidados, entre bombeiros do quadro ativo e do quadro de honra, membros dos órgãos sociais e trabalhadores, respetivas famílias e representantes de algumas entidades e coletividades da cidade, como a Câmara Municipal de Chaves e o Clube Motard de Chaves.

Após a ceia, na qual não faltaram o bacalhau, o polvo cozido e a atuação de um grupo de fados, o presidente da Direção, Nuno Coelho Chaves, classificou a Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses como “sinónimo de intervenção ativa e presença marcante na vida dos nossos concidadãos, que em 2017 se traduziu em mais de 3 800 serviços prestados, 21 000 horas de intervenção, mais de 40 000 horas de voluntariado e mais de 600 000 quilómetros percorridos. É uma das instituições que mais pessoas serve no concelho e, por isso, uma das mais importantes”.
A Câmara Municipal de Chaves esteve representada pelo vice-presidente Francisco Melo, que manifestou “a disponibilidade do município para melhorar os apoios e os benefícios que são concedidos aos bombeiros voluntários, que asseguram a segurança de pessoas e bens durante todo o ano, 24 horas por dia”.
Os bombeiros que mais se destacaram em 2017 foram distinguidos, “pelo empenho e dedicação demonstrados permanentemente”, justificou o comandante José Lima, que prestou um louvor público ao segundo comandante, Artur Nogueira, pela “excelente capacidade de trabalho” e “elevado mérito com que tem desempenhado as suas funções”.

Assembleia Geral atribui Machado de Honra a Plácido Santos

A tarde de sábado na sede da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses acolheu a entrega de presentes aos mais novos, enquanto os mais velhos se reuniam no Salão Nobre, para a Assembleia Geral. O momento serviu para apresentação do Plano de Atividades e Orçamento para 2018, e de atualizações ao Regulamento Interno e aos procedimentos de Honras e Homenagens Fúnebres.
O presidente da Direção, Nuno Coelho Chaves, comunicou aos presentes que “durante o ano de 2017 alcançou-se um equilíbrio de tesouraria, cumprindo a Associação com todos os seus compromissos e pagamentos atempadamente. Foram adquiridas três novas viaturas para a Associação: uma Ambulância de Transporte Múltiplo (ABTM) e duas Ambulâncias de Socorro (ABSC)”.
Para o ano 2018, indicou que “será pretensão da Direção a manutenção deste equilíbrio financeiro e será analisada a necessidade de adquirir mais uma ABTM. Ambiciona-se a aquisição de um Veículo Florestal de Combate a Incêndios (VFCI) e a modernização do quartel, investimentos que estão condicionados à abertura de fundos nos quadros comunitários, dado o esforço financeiro que significam”.
A Assembleia Geral encerrou com a atribuição do Machado de Honra e o título de Sócio Honorário a Plácido Santos, pela mão do presidente da Câmara Municipal de Chaves, e sócio da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários Flavienses, Nuno Vaz.
Plácido Santos é o atual presidente da Assembleia Geral, sendo unanimemente reconhecido como um dos rostos mais ativos da história da entidade centenária, onde também desempenhou os cargos de presidente da Direção e Segundo Comandante. Após breves palavras de agradecimento, o distinguido foi ovacionado em pé por todos os presentes.

loading...
Share.

Deixe Comentário