No passado fim de semana o Parque Termal de Pedras Salgadas recebeu a XIV Feira do Mel e do artesanato. A sessão de abertura da edição deste ano contou com a presença do ministro da presidência e dos assuntos parlamentares, Luís Marques Guedes.

DSC_5363Num evento que tem como objetivo realçar a produção de mel e artesanato do concelho, os três dias da Feira do Mel e do Artesanato contaram com variados expositores e muita animação musical. Segundo Alberto Machado, presidente do município aguiarense, “a Feira do Mel é muito importante na estruturação de desenvolvimento socioeconómico que pretendemos para o concelho de Vila Pouca de Aguiar”. O edil refere ainda que “no nosso município produzem-se largas dezenas de toneladas de mel por ano. Como a qualidade é garantida pela nossa biodiversidade, pena nossa paisagem, temos escoamento garantido”. Este é já o 14.º ano que esta feira se realiza, e as expetativas têm crescido de ano para ano, com o número de produtores e visitantes a aumentar em todas as edições.

Luís Marques Guedes, ministro da presidência e dos assuntos parlamentares, fez referência ao crescimento económico de Portugal nos últimos meses dizendo que “é do conjunto do trabalho de todos os portugueses, de todas as empresas e autoridades, de todas as iniciativas deste género, que se faz a recuperação económica do país, que se faz o crescimento da nossa economia e do nosso bem-estar”. O ministro elogiou ainda as estratégias utilizadas pelo município aguiarense para aumentar a afluência de turistas. Para Luís Marques Guedes, “o principal problema das terras do interior não é sua a beleza, nem o empreendedorismo das pessoas que hoje temos aqui na feira e que fazem dos produtos locais magníficas ofertas para quem as queira comprar, mas sim a demografia. O turismo serve muito para combater os problemas demográficos que afetam as regiões do interior”. O ministro fez ainda referência à edição do ano passado da Feira do Mel e do Artesanato, dizendo que no segundo dia já não havia mel, destacando assim o enorme sucesso que esta feira tem vindo a ser, assim como a grande qualidade e excelência dos produtos apresentados, e convidou todas as pessoas a comprarem o mel já no primeiro dia para não correrem o risco de no sábado já não haver.

Laura, natural de Cantábria, Espanha, e residente em Sabrosa, foi uma das produtoras que participou na 14ª edição da feira: “Temos colmeias aqui no concelho, vimos cá todos os anos e tem corrido bem. A cada ano tem vindo a ser melhor, porque a divulgação também melhorou e há cada vez mais pessoas a ter conhecimento desta iniciativa”. Esta formada em Engenharia Agronómica produz quatro qualidades de mel: de urze, produzido no concelho de Vila Pouca de Aguiar; de rosmaninho, produzido em Vila Nova de Foz Côa; de mil flores e bosque, ambos produzidos no concelho de Sabrosa. Segundo Laura, o mais procurado é o bosque: “as pessoas acham que este é um mel que chama muito a atenção, e como não estão habituadas querem levar para experimentar. E quando provam, normalmente, é aquele de que gostam mais”.

O concelho tem 84 apicultores, no entanto, na associação criada para representar os trabalhadores deste ramo, a AguiarFloresta, são mais de 140 os apicultores sedeados, uma vez que também dela fazem parte apicultores dos concelhos próximos de Vila Pouca de Aguiar.

Alberto Machado deu ainda uma palavra de apreço a todos os emigrantes: “Costumo dizer que os nossos emigrantes são aqueles que vivem um bocadinho mais longe. No concelho de Vila Pouca de Aguiar, há aqueles que vivem na sede do concelho, os que vivem a sete quilómetros, os que vivem a 70 km, e os que vivem a 7 mil km. Mas, no fundo, todos temos um elemento que nos une, aquele sentir tão próprio que todos os transmontanos conhecem, que é o amor à sua terra. Estes eventos são para todos os aguiarenses: para os que vivem aqui ao lado e para os que vivem mais longe, mas todos nós temos Trás-os-Montes e o nosso concelho no coração”.

Antes da abertura da feira, decorreu a inauguração da requalificação das margens do rio Avelames e da Loja Interativa de Turismo, situada junto ao Parque Termal das Pedras Salgadas.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário