Na tarde de 17 de julho, segunda-feira, foi apresentado o cabeça-de-lista do CDS – Partido Popular à Freguesia de Santa Maria Maior, Vítor Pimentel.

Teresa Campos, Vítor Pimentel e Gonçalo Alves

O candidato tem 36 anos e é natural e residente na freguesia. É engenheiro informático licenciado pela Universidade do Minho, empreendedor e formador de profissão, casado e pai de um filho.

Sob o lema “Santa Maria Maior tem tudo a ganhar”, o candidato independente do CDS-PP assume este desafio com “orgulho e sentido de responsabilidade” e “porque encontrou, na equipa liderada pela Maria Teresa Campos, um grupo de pessoas competentes e motivadas, que estão nestas eleições exclusivamente por Chaves e pelos Flavienses, que estão nestas eleições para apresentar soluções, que estão nestas eleições com espírito positivo e construtivo.”

Realçando o cariz cívico da sua candidatura, Pimentel assume-se “completamente livre e independente de favores ou cargos políticos”, salientando que “felizmente, na sua equipa, ninguém está dependente do dia 2 de outubro.”

Criticando a gestão do atual executivo, o candidato do CDS-PP afirma que “a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior tem que ser mais do que um promotor turístico, tem que ser mais do que um organizador de eventos, tem que ser mais do que uma campanha de marketing nas redes sociais”.

Na presença de Maria Teresa Campos, candidata do CDS-PP à Câmara Municipal de Chaves, Vítor Pimentel definiu a sua visão e projeto autárquico, destacando quatro grandes linhas orientadoras: “desenvolvimento social e cultural, desenvolvimento económico, desenvolvimento urbanístico e ambiental e desenvolvimento turístico.”

O candidato independente defende uma política virada para as pessoas, para os cidadãos que vivem e trabalham na freguesia, através de medidas de proximidade como “um Gabinete de Promoção da Saúde nas instalações da Junta de Freguesia, que integre serviços básicos de enfermagem, nutrição e psicologia”, a constituição de “uma linha aberta de comunicação para todas as associações e instituições locais”, ou o apoio, cooperação e utilização do “‘know-how’ de instituições de âmbito extra-freguesia”.

Na vertente económica, Vítor Pimentel assume o compromisso de “incentivar e valorizar o comércio local, de promover e apoiar os grupos de cidadãos que pretendam dinamizar eventos nas várias áreas da freguesia”, de “preparar, apoiar e disponibilizar a beleza e a envolvência única do forte de São Neutel para a esses eventos” e de desenvolver esforços no sentido de se implementar “uma incubadora de start-ups, nas áreas do turismo e das novas tecnologias – no centro histórico”.

Ao longo das próximas semanas, o candidato apresentará os elementos que o acompanham na lista às eleições autárquicas e divulgará novas medidas para dinamizar a freguesia nos seus contactos com a população.

Share.

Deixe Comentário