Este ano, pela terceira vez, a Juventude Mariana Vicentina (JMV) realizou mais uma Missão Jovem JMV, uma missão popular inspirada nas missões populares vicentinas. Decorreu, entre os dias 7 e 15 de julho, nas Comunidades de Santo Estêvão, Faiões, Vila Verde e Santo António de Monforte, nas paróquias da unidade pastoral vicentina de Chaves, na Diocese de Vila Real.

Respondendo ao apelo do Papa Francisco de uma “Igreja em Saída”, um chamamento para “sair em direção aos outros para chegar às periferias humanas” (EG, 46), 12 jovens da JMV oriundos dos grupos JMV de várias zonas do país – que fazem lembrar os 12 Apóstolos –, acompanhados por um Padre Vicentino (da Congregação da Missão) e por uma Irmã da Companhia das Filhas da Caridade rumaram ao norte do país, bem perto da fronteira com Espanha, para desenvolver atividades missionárias junto das várias Comunidades.
Esta missão, definida como projeto de evangelização, relembra o papel dos primeiros discípulos, que num ato de coragem e de convicção partiram para partilhar a Boa Nova. O objetivo desta missão é despertar as Comunidades para a Fé, aproveitando a alegria e a ousadia da juventude para atrair crianças, jovens, adultos e idosos para o caminho do Pai.
Para cumprir este objetivo, a equipa missionária realizou diversas atividades nas várias Comunidades: momentos de oração, animação litúrgica das Eucaristias, celebrações marianas, catequeses com agentes de pastoral, catequeses com jovens, atividades lúdicas e de oração com os idosos, visitas domiciliárias aos doentes, catequeses e atividades com as crianças, atividades nas instituições de apoio a idosos e jovens em risco… Tudo para despertar nos irmãos a chama da Fé e proporcionar uma experiência de encontro com Jesus Cristo.
Foi, sem dúvida, um tempo de partilha e de testemunho para toda a equipa missionária. Durante uma semana, os jovens deixaram as suas férias ou o seu trabalho para se entregarem ao anúncio de Jesus Cristo, através de obras e da oração. Desinstalaram-se da sua rotina quotidiana para partir rumo ao interior, para uma realidade de vivência da fé distinta da que estão habituados. E regressaram às suas paróquias com o coração cheio, pois foram acolhidos de braços abertos por todas as Comunidades, animadas pelo espírito da juventude e sedentas de aprofundar a mensagem de Jesus Cristo.

JMV Portugal

 

loading...
Share.

Deixe Comentário