Entre os dias 9 e 15 de julho, a Guarda Nacional Republicana do Comando Territorial de Vila Real, realizou um conjunto de operações, cujo objetivo foram a prevenção e o combate à criminalidade violenta, a fiscalização rodoviária, entre outras.

Dos 47 acidentes registados resultaram 11 feridos ligeiros. Ainda no que ao trânsito diz respeito, foram detetadas 214 infrações, com destaque para 17 por excesso de velocidade, outras 17 por falta de inspeção periódica obrigatória, e 13 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças.

Os militares da GNR efetuaram cinco detenções em flagrante delito: três por condução sob o efeito de álcool, uma por condução sem habilitação legal e uma por furto de veículo.

Relativamente à fiscalização geral, os militares registaram seis autos de contraordenação: cinco no âmbito da legislação da proteção da natureza e do ambiente e um no âmbito da legislação policial.

Quatro armas de fogo apreendidas em Chaves

No passado dia 11 de junho, e ainda durante esta mesma operação, os militares da GNR apreenderam quatro armas de fogo no concelho flaviense.

Após uma denúncia de um episódio de violência doméstica com agressões físicas e psicológicas, os militares deslocaram-se ao local e verificaram que o suspeito, de 64 anos, já não se encontrava na residência. Contudo, a vítima de 69 anos, esposa do suspeito, prontificou-se a entregar as quatro armas de fogo sem documentos, nomeadamente, duas caçadeiras, uma pistola, um revólver e 45 munições, tendo sido apreendidas imediatamente.

Ainda no decorrer destas operações, realizadas em todos os concelhos do distrito de Vila Real, foram apreendidas cópias de 67 chaves de veículos e cinco pequenas gazuas metálicas.

loading...
Share.

Deixe Comentário