A flaviense Inês Queiroga é jogadora da equipa principal do SC Braga para a nova temporada, na sua primeira experiência numa equipa exclusivamente feminina.

A jogadora de 17 anos deixou o Desportivo de Chaves, onde fez toda a sua formação, e jogou nos juvenis na temporada passada, passando agora para a equipa bracarense que compete no Campeonato Nacional Feminino.
“A minha decisão passou sobretudo pelas boas ofertas que o SC Braga me dava e por poder jogar a um nível semiprofissional”, confessou A Voz de Chaves a transmontana, internacional pelas camadas jovens de Portugal, satisfeita pelo passo dado na sua carreira no futebol 11.
Numa das melhores equipas portuguesas da modalidade, Inês Queiroga quer aprender com as melhores: “O SC Braga é um dos clubes a nível nacional que mais está a investir no futebol feminino. Se queremos evoluir temos de trabalhar com as melhores. Estou muito feliz por ter tido esta oportunidade”.
A defesa foi convocada, não sendo utilizada, no último domingo para a Supertaça de Futebol Feminino, onde o Sporting venceu por 3-1 o Sporting Braga. O campeonato nacional da 1ª divisão arranca já este sábado, dia 9 de novembro, com o Braga a receber o Estoril.

Diogo Caldas

 

3 perguntas a Inês Queiroga, jogadora do SC Braga:

A Voz de Chaves: Como está a correr a adaptação ao novo clube e à cidade?
Inês Queiroga: Muito bem. Apesar de tudo ser novo para mim, as minhas colegas, a minha equipa técnica e todos os diretores ajudam-me imenso, o que torna tudo mais fácil na minha adaptação e aprendizagem.

Após muitos anos de GD Chaves, seguiste o rumo certo? Quais são as principais diferenças?
É tudo diferente, em muitos aspetos. Um deles é que já não tenho que me equipar num balneário à parte. Os estudos vão estar sempre em primeiro lugar e além disso o clube proporciona excelentes condições para que as duas coisas aconteçam. No princípio custou um bocadinho, confesso. Não é fácil estar longe de casa e dos amigos, mas eles estão a dar-me muita força e muito apoio. Na vida é preciso fazer escolhas e eu fiz a minha e não estou nada arrependida.

Quais os objetivos da equipa e pessoais para a nova época?
Queremos lutar pelos melhores resultados. Eu, quero conquistar o meu espaço e aprender ao lado das melhores para evoluir cada vez mais.

DC

Share.

Deixe Comentário