A comunidade educativa participou, no início da semana, na abertura do ano escolar 2017/2018. A sessão solene de receção aos agentes educativos decorreu no Cineteatro Municipal.

Presente no evento, o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado, aproveitou a ocasião para homenagear a assistente Maria Oliveira, que se aposentou no ano letivo transato.
O autarca dirigiu-se aos presentes salientando o sentido de responsabilidade para que haja uma educação de qualidade no concelho. Alberto Machado referiu que os alunos são o cerne de toda a comunidade educativa, pelo que o enfoque não pode nunca deixar de estar centrado neles.
O diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar, José Teixeira, também desafiou todos os presentes a vestir a camisola do agrupamento e a fazer o melhor pelos alunos.
O autarca e dirigente foram consonantes num problema que poderá afetar o funcionamento da atividade escolar, isto porque o Ministério da Educação não está a cumprir o rácio de auxiliares educativas havendo carências graves de pessoal não docente.
Das intervenções de ambos, sobressaiu ainda as obras de modernização no parque escolar (remoção de amianto e isolamento térmico, entre outras) que contribuem para a melhoria de condições no sentido que o ano letivo seja bem-sucedido.
Após a sessão solene, os agentes educativos tiveram a oportunidade de ficar a conhecer o desenvolvimento do projeto hidroelétrico Cascata do Tâmega, da responsabilidade da empresa Iberdrola. A propósito das obras das barragens na região, Alberto Machado sublinhou a atuação proativa nas áreas da economia e emprego locais, dando como exemplos os cursos de soldadura e de segurança frequentados em Vila Pouca de Aguiar.
As aulas arrancaram na terça-feira, dia 12, no período da manhã, para o ensino pré-escolar, 1º ano do primeiro ciclo do ensino básico, 5º, 9º e 10º anos. No dia seguinte, o funcionamento foi em pleno.

Redação/CM Vila Pouca de Aguiar

Share.

Deixe Comentário