No passado dia 23 de fevereiro, o executivo da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior deslocou-se ao Jardim-Escola João de Deus, em Chaves, para a realização de uma ação relativa à disciplina Poder Local.

O Jardim-Escola João de Deus foi o segundo estabelecimento de ensino visitado pelo presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, Hugo Silva, e pelos restantes elementos que constituem o executivo, no âmbito de uma série de ações de esclarecimento que irão percorrer todas as escolas da freguesia.
Os alunos desta escola reclamam a existência de um quadro interativo e a reabilitação do espaço exterior de recreio, contudo, a verba existente não é suficiente para que este estabelecimento de ensino possa ter as duas coisas. Os elementos da Junta de Freguesia estiveram na passada sexta-feira a explicar às crianças que “a vida é feita de escolhas” e que também neste caso teriam de optar por uma ou por outra hipótese.
Numa espécie de mini debate, foram escolhidos dois alunos que defendiam posições opostas para argumentarem perante os colegas e todos decidirem qual a melhor opção. Os votos penderam mais para a reabilitação do espaço exterior, no entanto, o desejo das educadoras, e também de alguns dos alunos, é o quadro interativo. Como estas crianças irão ter a opção mais votada, a escola fará uma apresentação do quadro interativo para que os que desejam o novo espaço de recreio mudem de ideias. “A Escola pretende dar o quadro interativo. E não temos dinheiro para o campo de futebol. [Se eles escolherem o campo] vai ser mais complicado. Depois aí já teremos de ligar para a sede, a Associação de Jardins Escolas João de Deus, e o nosso presidente, o Dr. António Ponces de Carvalho, penso que não irá dizer que não”, referiu Vera Brás, diretora do Jardim-Escola João de Deus.
Após o mini debate, foi apresentado um caso prático exposto por dois elementos da Junta de Freguesia, no qual um dos elementos defendia o consumo de maçãs e o outro o consumo de gomas. As crianças votaram e a maçã saiu vencedora, facto que deixou a diretora e professora muito orgulhosa: “Fiquei contente por saber que a mentalidade que estas crianças têm é para a alimentação saudável. Optaram todos pela maçã e não pelas gomas”.
O presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior louvou a iniciativa: “Nós viemos tentar ajudar os alunos, e gratificar e dar uma palavra de apreço à escola por estar a dar aos jovens a oportunidade de escolherem o seu imediato, isto é, se vão ter uma componente com um quadro didático, ou se vão ter um campo de jogos melhorado. Serão eles que irão escolher precisamente o futuro deles. E nós ajudamos a que eles possam na própria comunidade escolar defender e expor essas ideias porque nós nem sempre nos conseguimos colocar na cabeça das crianças para entender o que elas querem. É de louvar esta iniciativa da escola porque desta forma permite que os jovens escolham o que de verdade pretendem para o seu presente e para o futuro”.
O primeiro estabelecimento de ensino visitado pelo executivo da Junta de Freguesia foi a Escola Básica do 1.º Ciclo de Casas dos Montes, e nesta semana decorreram mais duas visitas a outros estabelecimentos escolares da freguesia. “Nós, enquanto Junta de Freguesia, continuamos a dar a máxima importância e apoio a toda a comunidade escolar de forma a ajudar também a explicar ao futuro da nossa comunidade, que são estes jovens, o que é uma Junta de Freguesia, como funciona, e, de certa forma, o que nos leva diariamente a tomar as decisões que tomamos. E é nesse âmbito que nós estamos a deslocar-nos a todas as escolas da nossa freguesia, e onde existam alunos pertencentes e residentes na nossa freguesia, de forma a, com contextos práticos e exemplos mais objetivos, explicar-lhes o que é uma Junta de Freguesia e como esta funciona”, explicou Hugo Silva.
No final, alunos, educadores e os elementos da Junta de Freguesia cantaram em uníssono o hino nacional “A Portuguesa”.

Maura Teixeira

 

loading...
Share.

Deixe Comentário