Sob a temática “Refeitórios Escolares – Boas Práticas de Funcionamento e Educação Alimentar”, as entidades intervenientes na educação, saúde e alimentação dos alunos do concelho realizaram, no passado dia 1, no Auditório Municipal Eng.º Luiz Coutinho, uma ação de formação dirigida aos trabalhadores afetos aos refeitórios escolares.

Enquadradas no “Manual de Boas Práticas e Educação Alimentar”, que o Município acabou de conceber, as temáticas abordadas foram “a importância da sistematização de procedimentos e implementação do manual nos refeitórios escolares”; as “boas práticas nos refeitórios escolares”; a “importância da higiene e segurança alimentar”; bem como “os valores, atitudes e comportamentos a ter nos refeitórios escolares”.

A exemplo de anos anteriores, o Município de Chaves, as Unidades de Cuidados na Comunidade dos Centros de Saúde Nº 1 e 2, os Agrupamentos Escolares Dr. Júlio Martins, Dr. António Granjo e Fernão de Magalhães, empenharam-se, através desta ação de formação, em dotar os colaboradores dos refeitórios escolares de um instrumento de trabalho que lhe permite estabelecer normas, condutas e metodologias de natureza prática, tendo em conta o papel de agentes educativos que desempenham no espaço do refeitório escolar.

Não esquecendo o interesse e empenho das 88 profissionais participantes, oriundas das Escolas do Ensino Básico, Secundário, Formação Profissional, Empresa GERTAL e Associação Geração Solidária, realça-se o grau elevado de preparação dos formadores, pelas comunicações proferidas, cujos conteúdos se complementaram atingindo os níveis e objetivos pré-estabelecidos. A iniciativa contou com a intervenção da Psicóloga do Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins, Emília Marques, de um especialista em Saúde Pública, Luís Aleixo, da Psicopedagoga do Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins, Cristiana Madureira, do Nutricionista da Gestão de Equipamentos do Município de Chaves, E.M. S.A., Filipe Ferreira e da Nutricionista e estagiária do Município, Ana Sofia Cunha.

As entidades organizadoras pretendem promover outro evento do género, com a colaboração das Associações de Pais do concelho, destinado a professores e encarregados de educação, uma vez que a saúde alimentar das crianças é da responsabilidade de todos os agentes educativos.

Redação/CM Chaves

Share.

Deixe Comentário