Apre – Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados – Movimento cívico chega a Chaves

Sex,22 Fev 2013


Norberto Cardoso, professor reformado, tem como missão angariar por terras flavienses associados para a APRE, criada para defender os direitos dos aposentados, pensionistas e reformados.

 Norberto-CardosoOs cortes nas pensões, uma questão que começou a ser falada ainda nas previsões para o Orçamento de Estado para 2013 e a falta de uma estrutura que representasse os reformados, aposentados e pensionistas, levou à criação de um movimento cívico em Outubro do ano passado.

Fundado em Coimbra, tendo como coordenadora uma a professora reformada, Maria do Rosário Gama, a APRE – Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados, surge como um meio de protesto e reivindicação, à margem de qualquer organização política e sindical, de forma a garantir os seus direitos consignados na Constituição.

Apesar de ainda jovem, aquela associação já se fez ouvir em inúmeras instâncias, entidades e responsáveis governamentais, tal como comentou com A Voz de Chaves, Norberto Cardoso, que dirigirá o núcleo daquela associação em Chaves, que procura associados flavienses. “É preciso perceber que não é um movimento de uma classe profissional, é para todos, seja de reformados de reformas de 300 euros, ou 1500, o que for”, esclareceu Norberto Cardoso.

As formas de luta, diz, são e serão várias, sendo a manifestação geral, marcada para o próximo dia 2 de Março, denominada “Que se lixe a Troika”, uma delas.

O movimento cívico nasceu para funcionar como “grupo de pressão” que defenda os interesses de todos os reformados e pensionistas do país, já que para os organizadores “não há nenhum movimento suprapartidário e à margem de sindicatos que defenda os pensionistas”.

Só a petição pública apresentada na Assembleia da Republica no início da criação da associação compilou mais de 10 mil assinaturas, recolhidas no espaço de 10 dias, afiançou Norberto Cardoso.

A ideia é agora juntar o maior número de associados possíveis para “falar mais alto”, em nome dos direitos dos pensionistas, reformados e aposentados, abrangendo todas as áreas profissionais.

Para saber mais sobre a associação, pode pesquisar na internet, ou através de http://apre-associacaocivica.blogspot.pt/. Para contactar os responsáveis em Chaves, pode enviar e-mail para norbertoatc@sapo.pt e lopesseita@gmail.com ou a nível nacional apre2012@gmail.com.

Cátia Mata

 

m4s0n501

37 Comentários para “Apre – Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados – Movimento cívico chega a Chaves”

  1. josé alberto carvalho tomaz

    Pretendo saber condições de inscrição e valor a pagar.Cpm.tomaz

    • Julio Duarte

      Sou unicamente socio da APRe,Se quer se inscrever,peça por email a ficha de inscrição,a joia são 5 euros e a quota apenas 1 euro por mês.

      • Maria José Piedade Caetano da Silva Cavaco

        Sou,´professora do ensino secundário aposentada, de Arruda dos Vinhos e desejo saber como ser sócia da APRE.
        Atenciosamente Maria José Cavaco.

  2. Francisco Figueiredo Violante

    Sou Presidente do TENSIQ, Sindicato Nacional dos Quadros Das Telecomunicações. Pretendo saber o que devo fazer para pertencer à Apre.

    Os melhores Cumprimentos,

    Fviolante

  3. Eu sou do Porto e gpstava de saber se me posso increver na Vossa Associação e quais as condições.

  4. antonio maia

    quero inscrever-me como associado assim como minha mulher por nos encontrarmos ambos na situação de reformados. Residimos em Ílhavo e solicito como devo proceder

  5. Mário

    APRE GRUPO DE REFORMADOS OU DO PS?
    Existem grupos no facebook enganosos.
    Por exemplo, grupos de pedofilia que fingem ser grupos de pais e mães, grupos de pedofilia que fingem ser apenas de noticias.
    Grupos do PS, ou do PSD que fingem ser um grupo de luta contra a corrupção.
    Grupos de classes sociais que fingem lutar pelos seus direitos e na verdade conduzem as pessoas a votar no PS.
    O caso da APRE, é um desses exemplos. Conseguiu a adesão de alguns milhares de idosos, que ofendidos com os cortes das reformas, se uniram num grupo que se diz apartidário.
    Mas rapidamente se percebe que de apartidário não tem nada.
    Basta consultar os comentários, de alguns reincidentes que facilmente se percebe que são ferrenhos fanáticos da seita do PS, que tentam manipular idosos para a sua causa.
    Se alguém coloca comentários sobre corrupção do PS. É logo insultado, escorraçado, e até apagado do grupo , se insistir.

    Ou seja, para aqueles que andam enganados, estão a ser usados como ferramenta do PS para derrubar este governo e seguir a politica de alterne que nos tem arruinado e obriga os reformados a pagar por isso, e não só.
    Os elementos da Apre estão a ser enganados, e não precisam de insultar o que aqui digo, basta irem ao grupo e lerem o que por lá se faz.

    Não querem lá nada publicado, contra o PS, mas contra o PSD tudo é permitido.
    Para mim PSD ou PS, são partidos corruptos há 3 décadas que roubam e obrigam os portugueses a pagar por isso.
    Mas para muitos grupos aqui a ideia não é resolver o problema dos portugueses nem do país, nem dos reformados, mas sim depor o governo e substituir pelo próximo problema, o PS. Angariar mais crentes inocentes para a seita.

    Baniram uma amiga minha apenas porque disse a verdade, e depois de a banirem ficaram a fazer o julgamento em praça pública, sem permitirem o direito de defesa, de quem acusam falsamente. Apenas porque, divulgava coisas contra o PS.
    Apagaram os posts onde as principais figuras do grupo insultam pessoas que lá postaram a opinião, e agora negam que o tenham feito. Apesar de continuarem à vista de todos as suas atitudes pouco correctas.
    AOS ELEMENTOS DA APRE – , avaliem por vós mesmos, a clara campanha que se faz naquele grupo, contra a liberdade de expressão, a clara campanha pró PS, a descarada ditadura e injustiça. e DECIDAM POR VÓS MESMOS SE É ISSO QUE QUEREM.

    Se és do PS, estás bem inserido no Apre, respeito, se não és do PS, avalia bem com quem estás a lidar.
    É esta apenas a mensagem que quero passar, pois acima de tudo a verdade e abaixo a hipocrisia.
    Com todo o respeito pelos que na APRE, defendem os interesses de todos os reformados, acima de qualquer partido politico.
    https://www.facebook.com/groups/445465558822293/?fref=ts

    • José Silva

      Julgo este senhor ser do PSD porque simpatisante do PSD era eu e não falo asim.Esta associação è apartidária e defente o interesse dos mais velhos e este governo ultra-libral.A diferença deste governo e do Salazar é que o Salazar respeitava os velhos e doentes e este não.

    • FARA

      NAO QUERO SABER QUE O PS QUER OU NAO, CONSTATO QUE O PSD ASALTOU O PODER COM ESPERTEZAS COMO AS QUE VCE ESTA A USAR AQUI, ACUSA OS OUTROS DOS MEIOS QUE VCS USARAM, E COM QUE NOS ENGANARAM, JA PERDEMOS DE MAIS COM O ERRO NA TROCA DO SOCRATES PELO PASSOS.

    • Julio Duarte

      Acho que o direito de livre expressão é um pilar da democracia que os Laranjas,bem gostariam de acabar.Por isso este senhor fala assim.
      Tenha ao menos respeito por pessoas sérias,livres e honestas deste país .A APRe,de quem eu sou sócio desde a primeira hora,não é como a cambada de palhaços que votem num governo que está a destruir este PORTUGAL.Voçê nem ao menos me irrita,mete-me nojo,este é o termo certo para si.É por causa de pessoas como vc,que este país está como está,uma CAMBADA de BOYS.CALE_SE.

  6. tulio rosario

    Sou pensionista da S Social, natural e residente em Setubal, solicito informação sobre eventual inscrição na Associação.

    Cumps.

  7. José Castanheira

    É tanta mentira , que já desconfiamos das intenções das pessoas que se mobilizam para defender , neste caso , os reformados , pensionistas etc
    Na realidade o PS , PSD e o CDS , tem sido os partidos que mais responsabilidades são atribuídas ao longo destes 39 anos de Democracia .
    Será que democracia é a vontade do povo se exprimir livremente pelo voto , escolhendo os partidos para governarem País na Paz , justiça , solidariedade ???
    Mas não !! tem sido para escolher a corrupção , as opções erradas na gestão dos nossos impostos como gerir as sondagens , como pagar favores , etc . Surpreende me que uma pessoa prestigiada como Mario Soares venha defender que não se pague a divida !!! eu pergunto , o que acontece a um simples cidadão se não pagar as dividas , é este o exemplo que nos dão os governantes.
    O Antonio Seguro fala , como é apanágio de todos os Politicos , fazendo dos portugueses idiotas , totós , pergunto se for governo vai restituir as pensões e as reformas na totalidade? , vai baixar o iva? vai aumentar o emprego ?
    mas que diga sem o jogo das palavras , da demagogia , do markting , fale claramente aos portugeses , mas não , infelizmente não temos ninguém á altura para que os portugueses sentirem se envolvidos com motivação na reconstrução do prestigio dum País com seculos de Historia .
    Continuarei a apoiar a APRE na defesa do investimento que fizemos ao longo duma vida , de acordo com as regras da constituição , apoiados numa legislação e que se traduz nas nossas pensões e reformas numa altura da vida que mais não podemos fazer do que reclamar o que ganhamos por direito próprio

    • Julio Duarte

      O sr castanheira podia ser mais curto e conciso,em vez de falar em coisas que nada tem a ver o porco com o toucinho.

      Se é da APRe,defende-a porque é de todos nós e será a nossa única Associação que pode defender os nossos direitos se é que ainda os há.

  8. josé angelo da rocha martins

    Eu sou natural e residente em valbom-gondomar,quero fazer parte da associação como devo proceder e quais as condições. estou aposentado por invalidez (sequelas de AVC )exercia as funções de enfermeiro especialista num hospital no porto.

    • Julio Duarte

      Sr.José

      Pode ir ao site da APRe,peça para lhe enviarem uma ficha de inscrição.

      a joia é 5 euros e 1 euro por mês de quota.

  9. Maria Margarida Hortas J. Marques

    Sou pensionista da S Social, natural e residente em Almada, solicito informação sobre eventual inscrição na Associação.
    Agradeço resposta para
    mmmarques50@hotmail.com

    Maria Margarida Marques

    • Julio Duarte

      Sra Margarida

      Peça uma ficha de inscrição no site da APRe.

      JOIA É 5 EUROS E QUOTA 1 EURO POR MES

      • Laurete S.P.Batalha de Almeida

        Gostaria de me associar à APRE. Sou reformada do Estado e estou, como todos, indignada com tudo o que se está passar neste País.

  10. abilio bicho

    como diz o ditado quem dar e volta a tirar, ao Inferno vai parar,Ora para evitar que os nossos poiticos vão para o inferno juntemos-nos todos os Porgueses entregamo-los no cemitério assim não roubam mais ningém.

  11. Antonio Maia

    Quero fazer me socio e minha mulher também Mas queria saber como
    Não acho que as condições estejam bem acessiveis

  12. Antonio Maia

    Gostari de me inscrever como socio assim como minha mulher, mas as condições acho que estão pouco acessiveis

  13. Antonio Maia

    Fui votante do PSD mas voto meu Nunca mais è um partido de gente corrupta Todos os abusos foram praticados pelos políticos do PSD Vejam o BPN quem se amanhou

  14. Pedro Martins

    A APRe! é uma Associação de Reformados, apartidária. Os seus associados e os seus dirigentes têm as mais variadas proveniências ideológicas mas estão juntos, aqui, na defesa de um direito comum: as suas pensões de reforma.
    Para se inscreverem na APRe!, é necessário enviar uma ficha de inscrição, que podem encontrar no blogue da APRe!
    apre-associacaocivica.blogspot.com
    ou pedir a mesma ficha para
    inscricao.apre@gmail.com
    ou para a sua sede
    Rua do Teodoro, 72-2.º Esq. 3030-213 em Coimbra.

    • Acabo de solicitar a ficha para inscrição nesta associação, pelas mais diversas razões, contudo não posso deixar de salientar a necessidade de uma instituição desta natureza, que só peca por tardia. As varias instituições existentes e com assento no CES, representam interesses especificos de sectores da sociedade, que pela experiencia, não vemos preocupados com a nossa “classe social”.
      Dai a necessidade de construirmos uma organização forte, com visibilidade e que ao longo dos anos seja capaz de ser uma voz de peso na defesa dos reformados, zelando pelos seus direitos e bem estar, com especial atenção aos que se encontram espalhados pelas mais diversas instituições e cuja voz já não conseguem fazer ouvir.

  15. Sou aposentado da DGCI, onde permaneci depois, de estar na PSP, cerca de 40 anos. Calcorreei parte do Pais continental e os Açores. Fiz dezenas de cursos e concursos, atingindo o topo da carreira desde Aspirante, Perito, Supervisor e depois Chefe de Divisão. Após estudar e trabalhar árdua e continuamente muitas vezes aos sábados e domingos, aposentei-me, pensando ficar com uma reforma que me desse para viver até aos últimos dias da minha vida. Fiquei com várias mazelas sendo parte da pensão canalizada para preservar a saúde. Quero associar-me à APRE, para todos juntos defender-mos os nossos direitos.

  16. Vamos em frente porque o tempo urge

  17. Maria Luisa Guerra

    Muito Bom Dia, enviaram-me um email em que colocaram 2 hipóteses ou cintinuar a poder ver o facebook da APRE ou ignorá-la. Acontece que ccntinuo interessada em manter-me ligada à APRE pelo Facebook mas ao carregar no facebook da Asociação vem-me a resposta que a página foi apagada . Como posso continuar a entrar no facebook da Apre, porque é algo que me interessa. Sou aposentada e quando escrevo sou bastante diplomática. Eu compreendo que haja pessoas que não devam fazer parte desse Facebook mas eu não tenho culpa daquilio que os outros escrevem com uma linguagem menos própria.. Agradeço que me respondam com alguma brevidade. Muito obrigada . Maria luisa Guerra

    • m alice silva

      A APRE pensa abrir algum núcleo em Setúbal? Gostava de colaborar
      As pensões da CGA não são prestações soc iais como os incultos que lideram o país teimam em dizer. São património pessoal juridicamente reclamável e foram por nós pagas ao londo de mais de 40 anos de acordo con os contratos existentes! Temos de nos organizar e defender os direitos adquiridos ao longo de vidas de trabalho. Hoje somos nós que ajudamos filhos e netos desempregados somos o cimento social deste triste país em guerra com as institituições financeiras representadas por que governa s/ legitimidade social e moral

  18. jose silva

    podem informar que no facebook não aparece esta associação APRE foi retirada, ou continua.

  19. Sou reformado, e como tantos outros, sofro na pele aquilo que nos está a acontecer.
    Se quisermos mudar alguma coisa, e temos alguma obrigação, porque temos mais experiência de vida que os restantes, temos que sugerir a esta nova sociedade, algo concreto, pelo qual eles possam lutar.
    Pela minha parte alinhavei umas palavras que publiquei no meu blog, cujo endereço é:- antoniojuliosimao.blogspot.pt
    Leiam e deixem a vossa opiniâo

  20. maria emerina narques brito bragança

    Desejo saber sa a Associação já existe em Braga ou Viana do Castelo. Moro em Arcos de Valdevez.

  21. lidia sousa

    Gostaria de saber como posso contactar a Associação para me tornar membri, bem como outros familiares vitimas do saque. Obrigada

  22. Odin Veloso Lucas

    Os reformados da CNP receberam o pagamento de Dezembro sem qualquer esclarecimento sobre o valor pago, não permitindo fazer qualquer verificação da sua correcção.

    Parece-me, que seria de reclamar junto da CNP a informação detalhada do valor pago; assim sugiro, que individual e colectivamente seja feita essa reclamação.

Deixe uma resposta

WordPress Themes

Iniciar sessão | Diario Atual - Todos os Direitos Reservados

Hosted by PluriNetworks Free WordPress Themes
Wp Advanced Newspaper WordPress Themes Gabfire