Recuperação de três golos de desvantagem até ao empate. Golo decisivo surgiu de uma falta não assinalada.

O Cimo Vila somou a primeira derrota em casa ao perder por 5-3 contra o Gualtar, para a 6ª jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Futsal.
Frente a uma equipa forte, e que sempre que conseguia circular a bola no meio campo adversário, criava muito perigo, os flavienses tiveram uma tarefa dura pela frente.
Kapote evitou bem cedo o golo dos bracarenses, e o Cimo Vila foi ficando mais atrevido, conseguindo criar perigo com remates de meia distância. Aos sete minutos Durão ficou perto de marcar.
Mas aos nove minutos surgiu mesmo o primeiro da partida, quando o jogo estava numa fase equilibrada, e numa desatenção a equipa da casa viu-se a perder. A má fase dos flavienses levou a novo golo aos 13 minutos, e Kapote evitou o terceiro.
Do outro lado, perto do intervalo, Bruno Carvalho ficou perto de reduzir, mas não conseguiu ultrapassar o guarda-redes contrário.
Apesar do bom futsal do Gualtar, o Cimo Vila mostrava poder estar na partida. No retomar do jogo, os visitantes atiraram ao poste, tal como Durão na resposta. No entanto, a eficácia era do adversário que chegava ao 3-0.
Parecia difícil a tarefa dos flavienses perante o acerto do Gualtar, mas tudo mudou muito rapidamente. Aos 23 minutos Bruno Carvalho acertou no poste, mas já aos 26 Nélson aproveitou má saída do guarda-redes com a bola controlada e atirou para o 1-3.
Com forças para continuar à procura do resultado, Durão ganhou uma grande penalidade que Huguinho converteu, e o jogo ficava em aberto.
Nesta fase, era a equipa transmontana que estava melhor, que criava mais perigo, e já aos 34 minutos Pajé teve sorte num ressalto e a bola passou por cima do guarda-redes para o empate.
Com o jogo em aberto, o Cimo Vila foi à procura do golo, Simão e Durão tiveram oportunidades para marcar, e do outro lado Kapote e o poste evitavam nova desvantagem.
O momento do jogo surgiu a dois minutos do fim, quando Tozé Durão é carregado em falta, mas o lance segue e resulta mesmo no 3-4. O lance ilegal condicionou o que restou do jogo onde os bracarenses fizeram mesmo o resultado final.

Diogo Caldas

Procurar pontos fora

O Cimo Vila visita este sábado, dia 4 de novembro, às 16 horas, o Candoso, para a 7ª jornada, à procura de somar os primeiros pontos fora.

“O Candoso é uma equipa muito forte, tal como a última que defrontamos. Vamos tentar fazer pela vida, conhecemos perfeitamente esta equipa e vamos para a guerra de pontos”, garantiu o treinador-jogador Tozé Durão, sobre a viagem até Guimarães.
Após a primeira derrota caseira da época, na estreia nos nacionais, os flavienses querem recuperar fora de portas esses pontos: “o nosso campeonato é em casa, mas queremos pontos também fora”.

Share.

Deixe Comentário