A Feira de São Brás, em São João de Corveira, Valpaços, teve lugar no passado fim de semana, dias 2 e 3 de fevereiro. A mais antiga feira de fumeiro tradicional do país demonstrou estar bem viva e com vontade de crescer ainda mais.

A tradição foi mais uma vez cumprida e a população aproveitou esta oportunidade para escoar os produtos que são ainda confecionados à moda antiga. Fumeiro, mel, frutos secos, Folar de Valpaços, bolo podre, pão, compotas, vinho, azeite, e os licores foram apenas alguns dos produtos que estiveram disponíveis para venda nos 30 expositores presentes ao longo de todo o dia de domingo (dia 3).

Como já vem sendo hábito, foi colocada no centro da aldeia de São João de Corveira uma tenda que, para além de albergar grande parte dos expositores, foi também o palco, na noite de sábado, dia 2, do tradicional baile de São Brás, animado pelo grupo musical Nova Dimensão.

A Feira de São Brás existe, em São João de Corveira, há mais de 200 anos fazendo dela a mais antiga feira de fumeiro tradicional do país. Este evento nasceu com as ofertas que a população fazia a São Brás, padroeiro das doenças da garganta e dos animais, tendo vindo a crescer até se realizar nos moldes como o conhecemos hoje.
Amílcar Almeida, presidente da Câmara Municipal de Valpaços, visitou a feira no domingo de manhã acompanhado por Hernâni Teixeira de Sousa, presidente da Junta de Freguesia de São João de Corveira, pelo restante executivo municipal e por outras entidades. O autarca valpacense destacou a importância da realização deste evento, que, para além de ser uma feira de fumeiro, é também uma montra dos produtos do concelho de Valpaços: “Está aqui o melhor que a terra produz. Não é só o fumeiro que as pessoas procuram, mas, essencialmente, os produtos da terra. E eu não me canso de dizer que esta é uma verdadeira montra dos produtos da terra. Tudo o que de melhor o concelho produz está também nesta feira”.

Autarca valpacense destaca trabalho realizado pela Junta de Freguesia no fomento desta feira

Apesar de esta feira, comparativamente a outras feiras de fumeiro realizadas noutros concelhos do Alto Tâmega, ter um número menor de expositores, o presidente do município de Valpaços referiu que esta tem vindo a crescer de ano para ano, não poupando elogios ao trabalho desenvolvido pelo presidente da Junta: “É uma feira que tem vindo a ganhar dimensão. Isto deve-se também à entrega e ao empenho do senhor presidente da Junta que quer demarcar-se perante tantas feiras que são feitas próximas a esta feira. Mas ninguém consegue tirar-nos o rótulo de mais antiga feira do país. E há pessoas que aqui vêm comprar os produtos e que nós revemos, ano após ano, porque são bem servidas, não são enganadas. Há pessoas ligadas à restauração, de diversos pontos do país, que aqui vêm todos os anos porque sabem que, de facto, as pessoas sabem acolher e sabem que vêm comprar o que de melhor tem o concelho de Valpaços”.

Hernâni Teixeira de Sousa relembrou os tempos em que os produtos eram expostos para venda na rua, elogiando as condições nas quais a feira é hoje realizada: “Hoje temos muito melhores condições. Nos meus tempos de menino as pessoas expunham os seus produtos no chão em lonas, e muitas das vezes estava a chover. Felizmente chegámos aqui e é com muito orgulho que sentimos que fizemos o melhor que sabemos e podemos para que esta feira continue a ser cada vez melhor e maior”.

A Feira de São Brás teve a organização conjunta do município de Valpaços, da Junta de Freguesia de São João de Corveira e de EHATB – Empreendimentos Hidroelétricos do Alto Tâmega e Barroso, EIM, SA.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário