Realizou-se na passada sexta-feira, 22 de Junho, a Assembleia-Geral do clube de futsal valpacense, de onde saiu vitoriosa a lista candidata à nova direcção.

 

Já era sabido que a direcção do Valpaços FC liderada por Pedro Lopes desejava no final da época “entregar a pasta” a quem se candidatasse ao cargo. E assim foi.

Na Assembleia-Geral realizada no passado dia 22 de Junho, sexta-feira, foi apresentado o relatório de contas relativo à época 2011/2012, e entre outros assuntos de interesse para o clube foi eleita a nova direcção. O relatório de contas foi aprovado por todos os sócios presentes, cerca de 30.

Quanto à nova Direcção, que tomará os destinos do clube para a época 2012/2013, Maria Susete Cardoso foi a Presidente eleita, escrevendo-se mais uma página na história do Valpaços FC. A nova presidente do clube valpacense também já ocupou o mesmo cargo no Grupo Desportivo de Valpaços.

Na ocasião, a direcção demissionária felicitou a nova direcção “pelo interesse que teve pelo clube”, desejando-lhe “boa sorte para o novo rumo que o clube vai ter”, prontificando-se a ajudar no que for preciso. Já em outras ocasiões a direcção liderada por Pedro Lopes havia também pedido “desculpa a todos os sócios e simpatizantes pelo insucesso da nossa equipa na época transacta, e agradecer a todos os que colaboraram connosco ao longo deste anos todos”.

 

Carlos Nogueira é o treinador que se segue

A nova direcção, que enalteceu o trabalho realizado pela anterior direcção, bem como a forma correcta como decorreu todo o acto eleitoral e assembleia-geral, já tem muitos aspectos planeados e alguns pormenores para decidir. Acompanham Maria Susete Cardoso na Assembleia-Geral Alberto Pinto Alves e no Conselho Fiscal Hélder Castro.

Carlos Nogueira, já com algum currículo como treinador de futsal e futebol, dirigindo várias equipas do concelho valpacense e arredores, tanto em camadas jovens como seniores, deverá ser o novo treinador do Valpaços FC, que, recorde-se, no segundo ano na III Divisão Nacional de Futsal desceu ao distrital. O novo orientador da equipa já referiu que “o mais importante é que o clube se mantenha vivo e activo quer na distrital ou nos campeonatos nacionais, que haja paixão dos sócios e adeptos, que o clube honre o nome da cidade por onde vá e proporcione a prática do futsal aos jovens da nossa terra que gostam do futsal. Todos os sócios que acompanham a direcção são gente trabalhadora e que ama o clube e a nossa terra. O principal projecto desta lista é fazer regressar os jogadores da terra ao clube e apostar na formação de jovens da nossa terra”.

 

Cátia Mata

 

loading...
Share.

Deixe Comentário