O piloto de Vidago, Rui Gonçalves, tem mais vitórias em 2020 que qualquer adversário no nacional de enduro, e está na luta pelo título que termina em Souselas no dia 05 de julho.

Após o cancelamento do Enduro de Águeda será nos trilhos de Souselas que se vai decidir o campeonato nacional de enduro 2020 já no próximo domingo dia 5 de julho. Em ano marcado pela pandemia serão apenas quatro as provas do campeonato – cinco dias pontuáveis – que decidirão quem será o próximo campeão nacional da disciplina que mais provas realizou até agora neste ano competitivo diferente de todos.

Com organização a cargo do Alhastros Clube TT a 5ª edição da prova realizada nos arredores da cidade de Coimbra marcará o culminar daquele que é o segundo ano em três décadas de Federação de Motociclismo de Portugal que a disciplina tem apenas quatro rondas elegíveis – a primeira vez que isso aconteceu foi precisamente há trinta anos atrás – por força da pandemia do Covid-19 que ditou o cancelamento das provas agendadas para Fafe e Águeda.

No regresso aos trilhos são esperados cerca de centena e meia de pilotos e todas as atenções estão sobre a luta pelo título absoluto, onde Diogo Ventura – o campeão em título – irá partir com três pontos de vantagem face a Hugo Basaúla, sendo ambos seguidos de muito perto pelo piloto com mais vitórias em 2020, Rui Gonçalves, que está a apenas a sete pontos de Ventura, numa classificação onde também Gonçalo Reis e Tomás Clemente podem podem ainda sonhar com o título pois matematicamente ainda lá podem chegar.

Para receber o momento mais importante da época o clube anfitrião desenhou um percurso com 46 quilómetros por volta – todo ele no concelho de Coimbra – com três especiais cronometradas:

Motivos não faltam ao redor da derradeira prova do nacional de enduro, onde Hugo Basaula e Rui Gonçalves são os adversários mais directos de Diogo Ventura, o líder do campeonato.

loading...
Share.

Deixe Comentário