Após mais de um mês em convalescença de uma lesão, Rui Gonçalves voltou ao activo para a derradeira jornada do “Mundial” de Motocross. O lusitano foi 13.º na primeira manga da classe MX1 – posição em que também fechou o Campeonato – e desistiu na restante, lesionado num tornozelo.

  RuiGonçalves_motocrossO piloto de Vidago estava fora de combate desde finais de Julho, para recuperar da lesão sofrida por queda na Alemanha. Regressou agora no GP do Benelux, disputado em Lierop, uma pista de areia que o nosso piloto aprecia bastante, mas a chuva caída durante a manhã deixou o piso muito pesado.

Além da natural falta de ritmo decorrente da paragem, na semana anterior à prova Gonçalves lesionou o tornozelo esquerdo em treinos privados, e como tal não estava nas melhores condições físicas para esta jornada. Na primeira manga obteve o 13.º lugar, e na segunda teve de desistir à oitava volta, devido a uma torção no tornozelo direito.

Este “Mundial” de Motocross foi constituído por 17 jornadas, e Rui Gonçalves não marcou pontos em cinco delas, ele que ocupava o sétimo posto do Campeonato antes da arreliadora lesão. Ainda assim, terminou esta campanha de 2013 no 13.º lugar final, sendo que o campeão do mundo é mais uma vez o italiano Antonio Cairoli.

Campeonato: 1.º Antonio Cairoli (KTM) 761 pontos; 2.º Clement Desalle (Suzuki) 671; 3.º Ken de Dycker (KTM) 607; 4.º Kevin Strijbos (Suzuki) 553; 5.º Gautier Paulin (Kawasaki) 539; 6.º Tommy Searle (Kawasaki)487; … 13.º Rui Gonçalves (KTM) 240; etc.

loading...
Share.

Deixe Comentário