Mantas, lençóis, peças de vestuário, rendas, bordados, lenços e colchas vão estar ao dispor dos visitantes, com a realização da tradicional Feira do Linho, em Ribeira de Pena, certame que servirá também de montra aos principais produtos do concelho. O município irá ainda apresentar o futuro Ecomuseu Municipal.


A XIII edição da Feira do Linho vai decorrer este fim-de-semana no Largo das Boucinhas, em Ribeira de Pena, com a presença de cerca de 100 expositores e restaurantes que servirão as iguarias mais apreciadas como os milhos ricos, couves com feijões, posta maronesa e leitão. Além de ver magníficas peças em linho elaboradas pelos saberes dos artesãos locais, os visitantes poderão conhecer e saborear no local alguns produtos locais, como mel, doçaria e vinhos.

 

A abertura da Feira está marcada para as 17 horas de hoje, sexta-feira 5 de Agosto, com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, no Centro de Interpretação do Parque Ambiental de Ribeira de Pena, seguindo-se depois uma visita ao Parque Ambiental, onde estará patente uma Mostra de Ervas Aromáticas e a exposição do Ciclo do Linho.

 

O município irá ainda apresentar o projecto do Ecomuseu Municipal de Ribeira de Pena, que, sendo terra de fronteira entre o Minho e Trás-os-Montes, possui um património rico, fruto da influência das serras do Alvão e do Barroso e do Rio Tâmega, um legado que o futuro Ecomuseu se propõe a preservar e divulgar, permitindo conhecer melhor o concelho e as suas gentes.

 

Organizada pela Câmara Municipal de Ribeira de Pena, a 13ª Feira do Linho pretende promover e dinamizar a cultura e o trabalho do linho no concelho e ao proporcionar oportunidades de negócio a uma actividade preservada por várias gerações. Ao longo dos três dias, haverá ainda actuações de vários ranchos folclóricos, grupos musicais e de cantares com as tradicionais desgarradas.

 

Redacção

 

 

loading...
Share.

Deixe Comentário