Levar mais longe e a mais pessoas a tradição gastronómica da região, com rigor e criatividade de uma equipa de profissionais, estão na “ementa” do restaurante “A Talha” que no sábado, dia 22 de fevereiro, comemorou o seu 30º aniversário.

Daniela e João Monteiro

Depois de muitos anos a trabalhar na hotelaria na cidade de Chaves, João Monteiro decidiu apostar na comida tradicional transmontana e em 1990 abriu o restaurante “A Talha”.
“Eu sou de uma aldeia onde faziam bons pratos regionais. Nesse sentido, tentei trazer alguns desses pratos que eram feitos pelos meus pais e também pela minha avó para o meu restaurante e há 30 anos que estou a servi-los”, garantiu o proprietário.
A palhada à transmontana é o prato que recebe mais elogios entre os clientes. Este prato, uma espécie de cozido “melhorado”, é servido com as cascas do feijão e com o próprio feijão. Antigamente nas aldeias os habitantes tinham por hábito guardar as cascas do feijão, em sacos, nos palheiros para que esta leguminosa não apodrecesse com a humidade no inverno. E foi por causa do lugar onde se armazenavam as cascas do feijão que nasceu o nome da palhada.
Para além desta iguaria, João Monteiro destaca outro dos pratos favoritos entre os seus clientes: os milhos.
“Este é também um prato muito típico na região e há muitas maneiras de o fazer, mas mais uma vez recuperámos as receitas da minha família e trouxemos os milhos feitos pela minha mãe. Aqui o milho em vez de ser branco é amarelo”, referiu.

Continuar a tradição familiar

O objetivo de Daniela Monteiro é dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo pai ao longo destes 30 anos.
“Quero manter os pratos regionais, manter a tradição, e o ambiente. Os clientes estão habituados a este tipo de comida e é isto que eu quero continuar a fazer”, sublinhou.
À tradição Daniela quer juntar a inovação, dando assim um toque especial aos pratos, mas mantendo a qualidade de sempre.
O restaurante A Talha recebe pessoas de todas as faixas etárias e, segundo a responsável, a opinião é unânime e todos saem sempre muito satisfeitos.
“Visitem-nos, venham saborear a nossa comida tradicional transmontana”, rematou.

 

loading...
Share.

Deixe Comentário