A “Requalificação Urbanística da Envolvente ao Palacete Silva” é uma obra que prevê o investimento de 822 mil euros, comparticipada em 70% pelo programa comunitário FEDER e em 30% pela Câmara Municipal, e a execução prevista é de trezentos dias.

A consignação da obra efectuou-se a 24 de Novembro e contou com a presença do presidente da Câmara, Domingos Dias que considera que este equipamento vai permitir «dinamizar o tecido comercial local, embelezar uma grande área e que completa a requalificação geral do centro histórico».

O espaço integra áreas verdes e vai receber, a médio prazo, a feira que actualmente se realiza no lugar da Brangada. Aqui marcam presença cerca de 90 feirantes, dos quais cerca de 15 são do concelho aguiarense, sendo que é de Vila Real e Chaves que vêm mais vendedores.

Projectada pela Divisão de Urbanismo da Câmara Municipal, a área a intervir está localizada junto ao centro histórico, ou seja, surge delimitada a Norte pela rua de Timor e a Sul pela rua General Humberto Delgado. Neste sentido, a Norte, defronte do prédio Jualfa, surge um parque com meia centena de lugares de estacionamento e que deverá receber vendedores e nasce uma avenida de ligação à rua Manuel Chaves (posto da GNR). Desde o parque de estacionamento à zona do Palacete Silva vai surgir uma grande praça central para receber os feirantes.

O projecto contempla ainda, numa área contígua, um espaço verde com lago natural, espelho de água e equipamentos desportivos. Defronte do Palacete Silva, é criada uma grande passadeira de honra afecta ao edifício do Município e da praça envolvente que também vai ser requalificada.

Redacção

loading...
Share.

Deixe Comentário