Aconteceu, no passado dia 15, a última ação do projeto de intercâmbio europeu que esteve a decorrer em Chaves durante uma semana. O local escolhido para o encerramento foi uma unidade hoteleira da cidade.

“Back to Origins! – Youth changing rural áreas” foi o nome dado ao projeto de intercâmbio europeu que juntou na cidade flaviense 30 jovens de seis países do sul da Europa (Portugal, Espanha, Itália, Croácia, Bulgária e Turquia) cujo principal objetivo foi a promoção do empreendedorismo jovem em áreas rurais através da criação de projetos e do desenvolvimento de ideias que possam estimular a fixação de jovens em zonas mais isoladas.
Depois de uma semana a conhecerem a cidade flaviense, o que há de bom e as lacunas que faltam ainda preencher, os jovens europeus que participaram neste projeto apresentaram, na passada quarta-feira, várias ideias que a seu ver poderiam ser desenvolvidas em Chaves perante uma plateia na qual estiveram alguns membros do executivo municipal flaviense, da assembleia municipal, e mais de uma centena de alunos de escolas da cidade.

“Correu muito bem, superou as expetativas. Os jovens eram muito mais entusiastas do que aquilo que estávamos à espera. Adoraram Chaves. E perguntaram-nos várias vezes por que é que a considerávamos uma cidade pequena. Eles dizem que a única coisa que falta aqui é mesmo pessoas jovens, porque de resto a cidade tem tudo. E as ideias que eles apresentaram hoje envolvem, essencialmente, a atração de jovens porque acham que tudo o resto, infraestruturas, oportunidades até existe aqui o suficiente. Só falta é criar mecanismos para que os jovens queiram ficar em Chaves”, referiu Renato Gil, presidente da associação “Inspira!” organizadora deste projeto aprovado e financiado pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação ao serviço da Comissão Europeia e que contou ainda com o apoio da Câmara Municipal de Chaves.

Maura Teixeira

loading...
Share.

Deixe Comentário