A “Integração de Cuidados” foi o mote para as IV Jornadas de Saúde de Trás-os-Montes e Alto Douro, realizadas no Centro Cultural de Chaves, num evento técnico que reuniu, na semana passada, dias 21 e 22, mais de 300 profissionais de saúde, oriundos da zona norte do país.

“Dois dias de trabalho intensos e de partilha de conhecimento, através da apresentação de projetos inovadores, com o objetivo de melhorar o desempenho dos profissionais através de exemplos de boas práticas”, revela a organização.
A sessão de abertura contou com a representação das entidades envolvidas na organização das jornadas, na qual o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz, foi o anfitrião. O autarca, integrou ainda uma mesa técnica com o tema “As necessidades em saúde e a comunidade”, defendendo que o aumento de necessidades na área da saúde, no que diz respeito ao acesso, dignidade e qualidade de vida dos cidadãos, devem ser elencadas tendo em conta as especificidades existentes.
“A integração de cuidados deve ser constituída por modelos adequados às necessidades específicas de cada território, ancorados na relação e proximidade com as várias instituições locais para concretizar uma verdadeira e eficaz prevenção da doença e promoção da saúde”, sublinha o dirigente.
As jornadas foram organizadas pelo ACES do Alto Tâmega e Barroso e resultam de uma parceria entre diversas entidades públicas e privadas da Saúde e do Ensino dos distritos de Bragança e de Vila Real, nomeadamente a Unidade Local de Saúde do Nordeste, o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, o Hospital Terra Quente, os Agrupamentos de Centros de Saúde do Douro Sul, Marão Douro Norte e do Alto Tâmega e Barroso, o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e a Escola Superior de Enfermagem Cruz Vermelha Portuguesa – Alto Tâmega. Contaram ainda com o apoio dos municípios de Boticas, Chaves, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.
loading...
Share.

Deixe Comentário