No passado dia 15 de junho o auditório do Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso recebeu a apresentação de um livro de um autor da terra: Nuno Vilaranda.

Este autor flaviense trouxe à cidade de Chaves o seu segundo livro denominado “Omnia Vincit Amor – O Caminho dos Afetos” numa iniciativa organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Chaves em parceria com o município de Chaves e a Cruz Vermelha Portuguesa delegação de Chaves.

Na abertura desta atividade estiveram presentes Paula Chaves, vereadora da ação social da Câmara Municipal de Chaves, e a apresentação do livro esteve a cargo de Cidália Mocho, presidente da CPCJ de Chaves.

Este livro, destinado a crianças e adultos, é composto por três contos integrados que prometem ser um verdadeiro paradoxo, narrados na época medieval, mas com circunstâncias sociais e familiares do século XXI.
“O objetivo é transmitir às crianças valores positivos, compreensão e modos de saída psicologicamente saudáveis face à realidade do divórcio dos pais, da alienação parental e dos maus-tratos. Tudo isto com sensibilidade, uma intenção obviamente construtiva, e uma simplicidade idealizada e agradável. O espírito dos contos de fadas utilizado com uma intenção obviamente pedagógica, ajudando a conservar a poesia da infância mesmo perante momentos difíceis. Um livro que promete ser uma rampa de lançamento para um debate público e sério em relação aos reais direitos dos filhos e a sua liberdade de afetos”, explica Cidália Mocho.

O presidente da Associação Portuguesa pela Igualdade Parental e Direitos dos Filhos, Ricardo Simões, esteve presente como convidado. A hora do conto foi feita por Adalgisa Portugal, presidente da CERCI (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidade) Chaves, e o momento musical foi assegurado pelo Externato Pinguim.
Esta iniciativa contou com a presença de cerca de duas centenas de pessoas, das quais 60 eram crianças.

 

 

loading...
Share.

Deixe Comentário