O bispo da diocese, D. Amândio Tomás, procedeu à bênção da igreja matriz de Covelo do Gerês, no concelho de Montalegre, depois de esta ter sido destruída na sequência de um incêndio que deflagrou no dia 29 de novembro de 2017 na capela mor.

Os trabalhos de recuperação, com um investimento que ultrapassou os 50 mil euros, mereceram vários elogios por parte da comitiva e da população que marcaram presença na iniciativa.

As obras, segundo explica a autarquia de Montalegre, superaram as expectativas e mostram um património único. Ao lado, na residência paroquial, foi construído um memorial do incêndio com as peças e imagens que ficaram danificadas pela ação do fogo.

Presente na cerimónia, Orlando Alves, presidente da Câmara de Montalegre, destacou o trabalho realizado na igreja.

“Verificamos que está ali um trabalho bem conseguido. Foi possível apreender o quão trágico e devastador foi aquele incêndio. Era uma das aldeias que tinha uma estatuária valiosíssima”.

O autarca felicitou “a comunidade e todas as freguesias que contribuíram” para a realização dos trabalhos.

Feliz com a recuperação do edifício religioso, Amândio Tomás louvou a atitude da população e também de todas as entidades envolvidas no restauro da igreja da localidade

“Foi um projeto muito bem conseguido. A igreja está muito bem apresentada. Foi com muita alegria que fiz a bênção do espaço. A população desta localidade é extraordinária. Foram admiráveis”.

De acordo com o pároco da freguesia, Carlos Rubens, a principal preocupação passou por tentar “voltar áquilo que era a igreja de Covelo do Gerês”.

“Tivemos os donativos da câmara municipal e da junta de freguesia que estiveram sempre do nosso lado. A nossa paróquia angariou fundos com atividades realizadas. Mas contamos com as comunidades paroquiais do nosso concelho e mais algumas de fora”, acrescentou o responsável.

Na igreja de Covelo de Gerês foi restaurado o altar-mor com todas as imagens de madeira, a mesa da celebração, uma grande parte do ambão, o teto da sacristia e o teto da igreja.

A Câmara de Montalegre contribuiu com 20 mil euros, a junta de freguesia completou com 10.200 euros e as comunidades paroquiais ajudaram com um valor que ultrapassou os 20 mil.

loading...
Share.

Deixe Comentário