O executivo municipal de Montalegre recebeu a nova direção da Cooperativa Agrícola do Barroso (Coopbarroso), em funções desde 30 de julho deste ano, para delinear estratégias que assegurem e promovam a agricultura do concelho.

A nova direção é constituída por Manuel Sousa a presidente, José Dias a vice-presidente, o cargo de tesoureiro é ocupado por Elói Pereira e Bárbara Pereira e Sandra Pintos completam a lista como vogais.
Na reunião, Orlando Alves, presidente da Câmara de Montalegre, lembrou o “vazio” que a Cooperativa Agrícola do Barroso veio ocupar “no apoio à atividade produtiva local” e na “vida económica e social dos barrosões”
“A nova direção integra gente especializada que vai trabalhar em articulação com as diversas instituições e parceiros na afirmação de compromissos”. E trabalhar em “áreas que reforçam a matriz identitária da região”, destacou o autarca.
Para o triénio de 2019-2022, a Coopbarroso pretende, na agricultura e pecuária, explorar o mercado biológico, promover o escoamento da produção, agilizar o processo de pagamento dos apoios à atividade pecuária e retomar o processo da produção da batata de semente.
A cooperativa, liderada por Manuel Sousa, inscreveu ainda no seu programa, ao nível da floresta, a intenção de criar “uma equipa de Sapadores Florestais”, com cinco elementos, para dar “resposta às necessidades quer dos agricultores, quer das juntas de freguesia para limpar áreas sujas a preços acessíveis”. Sobre a floresta, a cooperativa quer ainda criar um agrupamento de baldios.

 

 

 

loading...
Share.

Deixe Comentário