A partir desta sexta-feira, dia 9, é possível fazer a ligação Chaves-Verín de forma gratuita no autocarro público disponibilizado pelos dois municípios transfronteiriços.

O Transporte Urbano Transfronteiriço Chaves-Verín (TUT) permite colocar à disposição dos eurocidadãos um serviço de transportes nos dias de maior necessidade de mobilidade transfronteiriça, nomeadamente nos dias de feira e principais eventos festivos dos dois municípios.

Para o Presidente da Eurocidade Chaves-Verín e autarca de Chaves, Nuno Vaz, este serviço de transporte gratuito vem dar resposta a uma necessidade identificada, no sentido de permitir que os cidadãos da Eurocidade possam usufruir de um conjunto de iniciativas mais relevantes das duas cidades.

Trata-se, segundo o autarca, de um projeto-piloto que vem resolver um problema de mobilidade, neste caso concreto entre os dois bairros da Eurocidade, incrementando relações transfronteiriças, que são históricas e estão muito consolidadas, quer por razões comerciais, quer por razões afetivas. Estão assim a ser criadas condições para que esta relação transfronteiriça ganhe mais consistência e seja cada vez mais intensa”.

Os bilhetes devem ser adquiridos via online, através da página da Autoviação do Tâmega (avtamega.com), podendo também, como alternativa, ser adquiridos no início do serviço ou durante a paragem intermédia na sede da Eurocidade, caso haja disponibilidade de lugares.

Com esta iniciativa pioneira na fronteira luso-espanhola, a Eurocidade Chaves-Verin, AECT, pretende calcular a afluência do transporte por parte dos eurocidadãos, até ao final do ano, com o objetivo de avaliar a viabilidade de uma futura linha regular de transporte entre as duas cidades.

Esta ação é desenvolvida no âmbito do projeto EUROCIDADE2020, aprovado pelo Programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, com cofinanciamento FEDER.

 

loading...
Share.

1 comentário

  1. Domingos Abreu on

    Sim concordo com isso mas deveria olhar mais para as aldeias perto já que nas ferias escolares os transportes são escassos e muitos dos idosos para se deslocarem à cidade para irem ás consultas, feiras ou de tratar algum assunto têm de ir de táxi que deve custar uns 7,00 euros só uma viagem pois a reforma para essas pessoas são inferiores a 400,00 euros

Deixe Comentário