Com estes três pontos, os flavienses subiram ao quinto lugar, têm 19 pontos, e regressaram às vitórias quatro jogos depois. Mais ainda, o novo treinador do Chaves Futsal, que cumpriu o segundo jogo a orientar o clube, tem agora a oportunidade de preparar melhor a sua equipa, pois a competição só volta no dia 29 de Janeiro, quando os flavienses se deslocarem a casa do Bom Pastor, último classificado, com sete pontos. Uma vitória permite ao Chaves Futsal terminar da melhor maneira uma primeira volta conturbada nesta estreia na 2ª divisão.

“A equipa o que demonstrou aqui hoje é a capacidade de sofrimento que vamos ter que ter. Também tem de ter capacidade de saber mandar no jogo e saber matar o jogo. De registar a capacidade que tivemos para contrariar tudo o que aconteceu. Os árbitros são capazes de levar os jogadores ao extremo”, atirou Parente. “Marcaram o livre indirecto, algo que nunca tinha acontecido até então, e fizeram porque o jogo estava 3-2”, afirmou o treinador dos flavienses, ilibando a equipa adversária de qualquer responsabilidade.

O treinador do Chaves Futsal deixou ainda um recado:

“Da parte de quem apita, que tenham mais coragem para apitar, não só os nossos jogos mas os outros”.

Fernando Parente explicou que os resultados dos adversários só interessam depois do resultado do Chaves Futsal. “A nós não nos interessa o Braga. A nós deve-nos interessar chegar o mais acima possível para conseguir os nossos objectivos. É para isso que lutamos. Interessa-nos os resultados deles depois de ganharmos”, concluiu Parente.

Diogo Caldas

loading...
Share.

2 comentários

  1. Já começas armado em herói.. lá por teres ganho uma vez não quer dizer nada.
    Olha que anteriormente não piavas… só agora depois de ganhar um joguito!

Deixe Comentário