Hugo Basaúla sagrou-se pela primeira vez campeão absoluto de Supercross, mas também assegurou a coroa na classe SX1. Êxitos alcançados em Parceiros, perto de Leiria, numa disputadíssima jornada de encerramento da competição com o piloto flaviense Hugo Santos.

 Hugo-SantosNo Supercross, Basaúla já tinha alcançado em 2012 o título de SX2, mas agora fez o pleno, pois além de vencer em SX1 é também campeão Elite. Em Parceiros, conseguiu superiorizar-se a Hugo Santos, e nem uma penalização na última corrida estragou a festa ao piloto de Cascais.

Nesta quinta e última ronda do “Nacional” de Supercross alinharam Joaquim Rodrigues e Paulo Alberto, que na presente temporada têm competido no Brasil, e repartiram entre si as vitórias nas duas corridas finais. Nos Seniores competiram 21 pilotos.

Na primeira manga Joaquim Rodrigues foi o único comandante e venceu destacado, com 14,2s sobre Hugo Basaúla. Este alternou no 2.º posto com Paulo Alberto durante grande parte da corrida, em animado duelo. Entretanto, Alberto caiu e acabou em 4.º, ao ser ultrapassado por Hugo Santos.

Na segunda manga, Joaquim Rodrigues estava outra vez na dianteira, mas na recepção de um salto aterrou em cima de um piloto caído à sua frente. Aconteceu já na penúltima volta, em consequência ficou com o radiador furado e empenou o guiador, tendo de moderar o ritmo até final. Aproveitou Paulo Alberto para passar adiante e ganhar esta corrida, com 12,3s sobre Rodrigues.

Hugo Basaúla cruzou a meta no 3.º posto, mas entretanto foi-lhe atribuída uma penalização de 2 minutos, por saltar com bandeiras amarelas, descendo assim para a 4.ª posição. O pódio foi completado por Hugo Santos, seguido por Sandro Peixe e Nélson Silva, mas estes já a uma volta do vencedor.

Na categoria elite Basaúla conquista o campeonato com 208 pontos, mais dois que o piloto flaviense, tal como em SX1.

Redacção

loading...
Share.

Deixe Comentário