O guarda-redes Ricardo Nunes, de 37 anos, suspendeu a sua carreira de futebolista para enfrentar o maior desafio da sua vida, superar o problema oncológico que o afeta.

A partir para a quarta temporada consecutiva em Trás-os-Montes, o experiente guarda-redes até já tinha atuado na primeira jornada da LigaPro, mas ficou de fora surpreendentemente do encontro da segunda jornada, em casa com o Mafra.
A razão foi divulgada na terça-feira pelo Chaves, em comunicado, informando que Ricardo Nunes terá de se afastar dos relvados para ultrapassar a doença oncológica que o afeta.
Desde os adeptos dos transmontanos, passando por clubes de norte a sul do país, gerou-se já uma onda de solidariedade para que o jogador natural da Póvoa do Varzim ultrapasse o problema o mais rápido possível.
Chaves garante total apoio
O clube flaviense manifestou total apoio a Ricardo Nunes. Espera ser apenas uma pausa na sua carreira.
“O capitão do clube passa por um grave problema de saúde devido à descoberta recente de um problema oncológico”, informou o clube flaviense.
Manifestando “total solidariedade” com o atleta, de 37 anos, o Desportivo de Chaves realçou ainda que “toda a estrutura da instituição está associada a este momento delicado”.
“Não temos dúvidas de que irá fazer a defesa mais notável da sua vida. Estamos perante um jogador que é uma referência dentro e fora de campo. Um profissional abnegado e um exemplo para todos. Um líder de balneário. Uma referência ao longo da carreira. Estamos certos de que estamos perante uma pausa”, refere ainda o comunicado.
O experiente guarda-redes representa pela quarta temporada consecutiva o conjunto de Chaves, agora na LigaPro, após três épocas no escalão máximo, tendo realizado um total de 59 partidas.
No seu currículo conta com passagem por clubes como FC Porto, Académica, Leiria ou Varzim, no qual fez a sua formação.

Confiança total na recuperação

O guarda-redes do Desportivo de Chaves, Ricardo Nunes, manifestou-se “muito otimista” pela recuperação total do problema oncológico.
“Para o meu problema oncológico a taxa de sucesso é muito elevada e estou muito otimista em relação à minha recuperação total”, destacou o futebolista de 37 anos na sua página pessoal no Facebook.
O capitão de equipa do conjunto transmontano agradeceu ainda “todas as manifestações de apoio e solidariedade”, dirigidas a si e à sua família.

Ricardo Moura é o substituto

Obrigado a ir ao mercado para encontrar um novo guarda-redes, o Chaves já contratou por uma temporada Ricardo Moura, ex-Académica.
O futebolista de 30 anos representou na temporada transata a Académica, do segundo escalão, somando 13 jogos na equipa principal.
Formado no Leixões, FC Porto e Infesta conta ainda com passagem por clubes como Tondela, Desportivo das Aves ou Sousense.

Apoio desde FC Porto ao Vidago

Diversos clubes portugueses manifestaram de imediato o apoio a Ricardo Nunes com mensagens divulgadas através das suas redes sociais, como o FC Porto, Académica ou Varzim, emblemas que o guarda-redes representou ao longo da sua carreira, entre muitos outros.
Na região o apoio não tem sido menos e o Vidago, clube do concelho de Chaves, é um exemplo dos clubes da região que também se associaram à onda de solidariedade, tal como Pedras Salgadas, Vilar de Perdizes ou Valpaços Futsal.

loading...
Share.

Deixe Comentário