Um condutor de 26 anos, de Chaves, fugiu à polícia espanhola durante mais de 114 quilómetros. O jovem, que conduzia um Volkswagen Golf sem espelhos retrovisores, terá ignorado “as instruções dos agentes” da autoridade.

A notícia é divulgada pelo jornal online La Region que adianta que o condutor foi detido ao quilómetro 173 da A52, em As Estibadas, Cualedro, entre Benavente e Porriño, não provocando qualquer incidente.
Depois de ser capturado, os agentes verificaram que o jovem flaviense não tinha carta de condução e que estava proibido de conduzir em Espanha até 4 de junho de 2020. No local, foi ainda submetido ao teste de álcool e de deteção de drogas, acusando positivo para o consumo de cocaína. Na viatura seguia ainda outro ocupante.
De acordo com o mesmo jornal local, e segundo a Guardia Civil de Verín, a polícia terá mandado parar o condutor que desrespeitou a ordem, colocando-se em fuga a alta velocidade e “sem manifestar sinais de preocupação pela sua vida e pela dos restantes automobilistas”. O transmontano terá, inclusive, saído da autoestrada e tentado despistar a patrulha da polícia perto de Rante, em San Cibrao das Viñas, seguindo novamente em direção a Benavente.
Ao quilómetro 173, várias patrulhas espanholas tentaram deter o automóvel português, bloqueando a sua passagem, porém o flaviense acabou por escapar pela via em direção à fronteira entre Verín e Chaves. Nesse local, outras duas patrulhas formaram uma barreira com a qual o condutor colidiu, indo embater nos rails de proteção da estrada.
O detido foi presente a tribunal, na segunda-feira passada, dia 30 de setembro, e acusado de desobediência aos agentes da autoridade, de crime contra a segurança rodoviária, conduzindo de forma perigosa e expondo a sua vida, do outro ocupante da viatura, dos agentes da autoridade e dos outros condutores, e foi ainda acusado de crime doloso.
Depois de julgado, o flaviense ficou em liberdade e obrigado a apresentar-se no Tribunal de Instrução Número Dois de Verín todos os dias 1 de cada mês.
O veículo foi apreendido e ficou nas instalações da autoridade judicial, adiantou ainda a Guardia Civil ao jornal espanhol.
loading...
Share.

Deixe Comentário