A Iberdrola informou na quarta-feira, dia 11 de dezembro, que “muito em breve” os moradores afetados pela barragem de Daivões, em Ribeira de Pena, vão ser “informados do valor da compensação” adicional ao preço do processo de expropriação.

O enchimento da albufeira de Daivões, incluída no Sistema Eletroprodutor do Tâmega (SET), está previsto para junho de 2020 e, em Ribeira de Pena, faltava ainda resolver o problema de realojamento de algumas das 43 famílias afetadas.
A elétrica espanhola disse na quarta-feira, em comunicado à Agência Lusa, que, após a reunião de segunda-feira (dia 9) do grupo de trabalho do plano de ação, “as regras e critérios para a distribuição da dita compensação ficaram aprovados pelo mesmo e, portanto, muito em breve as pessoas serão informadas do valor da compensação”.
A Iberdrola referiu ainda que “em abril deste ano, apresentou às entidades envolvidas uma proposta inicial para distribuir um montante de 1,4 milhões de euros de compensação adicional ao justo preço do processo de expropriação”.
Esta compensação adicional tem como base a medida 29 do Plano de Ação Socioeconómico da Declaração de Impacte Ambiental (DIA).
loading...
Share.

Deixe Comentário