A “família campista” juntou-se para celebrar o 45º aniversário do Clube de Campismo e Caravanismo de Chaves, numa cerimónia onde reinou o companheirismo e a boa disposição.

O aniversário foi assinalado no sábado passado, dia 23, com um almoço convívio no restaurante da Quinta do Rebentão, onde marcaram presença cerca de 50 campistas, a direção do clube, assim como, e pela primeira vez, o presidente da Câmara de Chaves, Nuno Vaz.
A cerimónia serviu igualmente para distinguir os associados com 25 anos de filiação no clube, Albino Cunha, e ainda para homenagear dois funcionários do parque de campismo de Chaves que se diferenciaram pelo seu trabalho e dedicação, Delfim Fernandes e José Couto.
Em dia de festa, Albano Gomes, presidente do Clube de Campismo e Caravanismo de Chaves (CCCC), enumerou alguns dos desejos que gostaria de ver concretizados: “Gostaria de ver este parque de campismo um bocadinho melhor e que continuassem a ser proporcionadas as mais-valias que foram criadas durante muito tempo”.
O responsável adiantou que está a ser desenvolvido em parceria com a autarquia um projeto para a construção de um espaço museológico e de uma sala de convívio destinada à família campista. O espaço irá ser construído no parque de campismo localizado no Rebentão.
Este espaço servirá sobretudo para albergar as memórias e os troféus que o clube foi conquistando ao longo destas mais de quatro décadas. Será uma infraestrutura que irá “valorizar o movimento campista assim como o parque”.
“O museu irá ter todos os troféus angariados ao longo de 45 anos por esta coletividade. Terá todo o historial do Clube de Campismo e Caravanismo de Chaves e será exposto num local onde todo o campista nacional ou estrangeiro poderá visitar e ter conhecimento direto da história do clube”, explicou Albano Gomes, acrescentando que prevê que a obras arranquem no próximo ano.
Por fim, o presidente do clube flaviense lembrou a sua vontade de “descansar” e de dar o lugar a outra pessoa para que o clube possa continuar a ser uma das referências no país.
O presidente da Câmara de Chaves manifestou a sua satisfação em verificar a união e o companheirismo entre os associados e destacou a “saúde financeira” do clube.
“Este clube soube ao longo da sua história criar as condições para ter a sua sede, as suas atividades, promover um sem-número de atividades e ao mesmo tempo ter uma situação financeira equilibrada”, sublinhou o autarca, agradecendo o trabalho e dedicação de toda a direção do clube.
Depois do almoço, foi a vez de brindar ao clube e foi cortado o bolo de aniversário, seguindo-se um magusto como forma de celebrar o São Martinho.

Cátia Portela

loading...
Share.

Deixe Comentário