A medição dos fluxos turísticos é realizada online através de um QR Code que permite acesso direto ao questionário e conhecer a opinião dos turistas sobre a sua experiência, evitando riscos de propagação da Covid-19.

A Eurocidade Chaves-Verín explica que a metodologia utilizada para a medição foi desenvolvida segundo o Sistema Europeu de Indicadores de Turismo (ETIS) com o objetivo de ajudar os destinos a monitorizar e a medir o desenvolvimento turístico sustentável, usando uma abordagem comparável comum, com base nos serviços do setor hoteleiro, dos negócios e através dos técnicos de turismo de Chaves-Verín-Vidago.

Esta ação é desenvolvida no âmbito do projeto Destino Frontera, aprovado pelo Programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, com cofinanciamento FEDER.

O projeto Destino Frontera, do qual a Eurocidade Chaves-Verin é parceiro, tem como objetivo o desenvolvimento do turismo da fronteira luso espanhola enquanto destino único, integrado e estruturado, com suporte nos recursos endógenos partilhados, numa especialização da oferta que permita reduzir os custos da sua promoção, contribuindo para a diminuição das desigualdades territoriais e para a promoção do desenvolvimento sustentável das regiões fronteiriças. Pretende-se, assim, valorizar os recursos autóctones dos territórios abrangidos pelo projeto e promover a “raia ibérica” como valor acrescentado e diferenciador do turismo em toda a sua extensão.

loading...
Share.

Deixe Comentário