Educar o quê? Educar para quê? Educar como? Três perguntas que geram muitas respostas, mas também levantam ainda mais perguntas. É por isso que A Casa da Matemática, em parceria com o Instituto da Inteligência (Europa), promove o seminário “Filhos Fascinantes, Alunos Brilhantes”, no próximo sábado 27 de Novembro, pelas 15 horas,no Auditório Municipal de Chaves.

São enormes os desafios – alguns impensáveis – que se colocam a todos aqueles que lidam com crianças e que, de forma directa ou indirecta, contribuem para a sua educação e preparação para um mundo em rápida mudança. Assim, o debate sobre como conseguir “Filhos Fascinantes, Alunos Brilhantes” tem como finalidade envolver pais, educadores de infância, assistentes sociais, professores e outras pessoas interessadas no desenvolvimento da educação.

A iniciativa será conduzida por dois especialistas do Instituto da Inteligência (Europa) – uma entidade vocacionada para as Ciências da Educação, a Psicologia e a Gestão da Criatividade e do Conhecimento: Nelson S. Lima, neuropsicólogo investigador e director nacional em Inglaterra da Associação Europeia para o Desenvolvimento da Educação (EURADEC), com sede em Berlim (Alemanha) e Regina Fontes, directora do Centro de Psicologia Positiva de Aveiro daquele instituto.

A organização espera que pais, educadores de infância, assistentes sociais, professores, psicólogos, autarcas e outros agentes da sociedade participem no seminário. No centro do debate, estará a educação, não apenas no que diz respeito às aprendizagens escolares mas também a formação do espírito, do carácter, do civismo, da moral, da inteligência e o educar para a felicidade e o bem-estar.

Para combater o insucesso escolar e problemas psicológicos e comportamentais de muitas crianças, “é tempo de mudar aquilo que transmitimos aos mais novos e os modelos e métodos de educação, encetando novos caminhos que levem à formação dos indivíduos auto-realizados, auto confiantes e felizes”, convida a organização do evento.

Redacção

loading...
Share.

2 comentários

  1. Boas,
    É uma óptima oportunidade para o crescimento curricular e pessoal. Lamentamo-nos frequentemente que não se passa nada em Chaves. Que não se promove nada alem de festas, diversões e romarias e o futebol claro! (nada contra os itens anteriores).
    Ver o que melhor se faz na Europa, para nós e para as nossas crianças, obviamente.
    Grato,
    Luís Camoesas

Deixe Comentário