Final decorreu na passada segunda-feira, dia 18 de Junho. Formação da escola opôs-se à equipa da casa. Objectivo do intercâmbio entre instituições foi concluído com sucesso.

A equipa da Escola Fernão de Magalhães, composta por uma mistura de juventude e experiência, foi sempre a equipa mais perigosa e depois de estar em vantagem soube resolver o jogo.

A primeira parte foi animada, e o RI 19, com menos elementos disponíveis para substituir, enquanto teve capacidade, conseguiu equilibrar o jogo. Portelinha era obrigado a defesas apertadas, mas da mesma maneira na outra baliza Sérgio também teve de se aplicar. No entanto, ainda antes do intervalo Hélder Tinoco viria a inaugurar o marcador depois de um contra-ataque da Fernão de Magalhães em superioridade numérica.

Já no segundo tempo um penálti finalizado por Tinoco viria a aumentar a vantagem e o jogo ficou mais fácil para a equipa da Escola Fernão de Magalhães. José Reis, do RI 19, ainda teve duas ocasiões para reduzir mas foi mesmo Reuss que aumentou a vantagem da sua equipa para 3-0. O RI 19 procurou sempre o golo até final e já em “cinco para quatro” viria a marcar por Toyota, que estabeleceu assim o resultado final.

Objectivo principal foi o convívio

O evento decorreu em horário pós-laboral e teve como principal objectivo promover o convívio entre as várias instituições flavienses. A Escola Fernão de Magalhães foi a equipa vencedora, seguida do RI 19, PSP e GIPS.

“Este projecto é para continuar. O meu agradecimento a todas as equipas que participaram. Terminamos este torneio com a certeza de que para o ano continuaremos a desenvolver estas iniciativas porque mais que o trabalho do dia-a-dia também é necessário conviver, entre os mais novos e os mais velhos”, realçou o Coronel Lima Castanha, comandante do Regimento de Infantaria 19.

Por parte dos jogadores o balanço do torneio também foi o melhor, e o convívio foi mesmo a nota de destaque pois, após a final, seguiu-se um lanche nas instalações do RI 19.

“Viemos pelo convívio pois gostamos sempre de participar, mas conseguimos chegar à final e ganhar. A nossa equipa era composta por jogadores mais novos e mais velhos, o que foi importante para vencer”, afirmou Ricardo Portelinha, guarda-redes da equipa vencedora.

Já para Ricardo Rodrigues, do RI 19, o objectivo pedido pelo comandante foi concluído. “O torneio em si era uma desculpa para juntar e haver o intercâmbio entre as instituições”, lembra. Sobre o torneio ficou satisfeito por chegar à final e elogiou a equipa vencedora. “A nossa equipa era curta mas conseguimos ganhar moral e chegar à final. Os miúdos da Fernão de Magalhães são muito bons e conseguiram ser superiores”, concluiu.

O Torneio do RI 19 juntou um total de 14 equipas. O RI 19 participou com duas, uma delas a de jogadores mais novos, que foi à final. Além da Escola Fernão de Magalhães participaram a António Granjo, Escola Profissional, Nadir Afonso, Escola de Enfermagem e UTAD, bem como os Bombeiros Flavienses, Policia de Segurança Pública, GIPS, GNR e Câmara Municipal de Chaves.

Diogo Caldas

 

loading...
Share.

3 comentários

  1. È claro que para que isso tivesse acontecido, arranjaram maneira de fazer com a equipa da Casa do Pessoal do Hospital de Chaves, não passasse sequer da 1ª fase com abritagens escabdalosas pelos arbitros afectos a equipa da casa…

    • para um convívio, só fica mal vir para aqui, derramar as lágrimas de quem não sabe perder, desde que eu conheço o RI19, e desde que existem estes torneios, nunca vi a casa do pessoal de chaves, chegar longe, organizem-se como deve ser e depois venham comentar com pés e cabeça, estes convívios servem para fomentar a sã camaradagem entre as várias entidades desta cidade, não critiquem quem organiza, porque tb a casa do hospital não é santa nenhuma em organizar eventos destes, há dois anos no recinto da nadir afonso perderam os jogos, tb nem à final foram, final em si ganha com toda a justiça pelo RI19, como vingança, nem esta entidade convidaram para o torneio habitual. Por isso amigo Bino Zé, não se queixe por tb tem telhados de vidro

  2. É vergonhoso, nem sequer mencionam a equipa da Casa do Pessoal do Hospital de Chaves, pois lá sabem o porquê…
    de qualquer maneira obrigado, mas játemos publicidade que chegue.

Deixe Comentário