O pavilhão municipal de Chaves recebeu, entre os dias 8 e 10 de outubro, a segunda edição do Fórum Educação Inovação, este ano com o tema “O Planeta, o Clima e Tu! Diálogos para o Sucesso”, no qual estiveram presentes 24 expositores.

Devido à pandemia da Covid-19 tiveram de ser tomadas medidas de prevenção, e uma delas foi o facto de não poder haver um número elevado de visitantes no local. Assim, os três dias deste fórum foram transmitidos em direto nas redes sociais. À entrada do pavilhão era medida a temperatura a todos os visitantes e feita a desinfeção das mãos e da roupa. O uso de máscara foi obrigatório.
A abertura do evento aconteceu na quinta-feira, dia 8, às 10h, e contou com a presença do executivo municipal, de parceiros da organização do projeto, e de outras entidades também parceiras deste fórum.
“Este é um fórum muito centrado na educação, na formação, mas também naquilo que é a inovação. E esta não é mais do que a capacidade de superação em cada momento sempre que existe um problema ou uma dificuldade. A inovação não tem de ser exclusivamente ligada à tecnologia. E, portanto, este desafio, a realização deste fórum, é crescente, mas o que nós pretendemos continua a ser o mesmo: chegar a toda a comunidade educativa, e queremos que o compromisso que existe hoje entre a autarquia, as instituições de ensino situadas neste concelho, e outras entidades que estão no território pela formação, pelo conhecimento possa ser assumido. Pretendemos dar cada vez mais relevância a esta mensagem. Acreditamos que a formação deve ser feita ao longo da vida”, destacou Nuno Vaz, presidente da Câmara Municipal de Chaves.
Marco Monteiro, representante da empresa WEE – World Entertainment Events, coorganizadora do evento, a par com a autarquia de Chaves, demonstrou-se satisfeito por ter sido possível realizar este fórum em tempos de pandemia: “Estamos muito agradados por ter conseguido executar este fórum. Montámos um evento com carácter diferenciador do que foi realizado no ano passado, pois os participantes e oradores puderam ter uma presença não só física, mas também online. Hoje em dia é muito importante adaptarmo-nos às novas tecnologias para sobrevivermos e avançarmos perante esta dificuldade”.

“Sem educação não há inovação”

As palavras educação e inovação estão cada vez mais interligadas, e Marco Monteiro explicou porquê: “Sem educação nunca chegaremos a ter inovação. Por isso mesmo penso que este fórum é muito importante, não só para Chaves, mas para toda a região do Alto Tâmega. A educação é o alicerce para formar pessoas que no futuro irão reinventar-se, inovar, e levar a nossa sociedade mais à frente”.
Ao longo dos três dias deste fórum foi possível assistir a gaming em ambientes de aprendizagem, drones, robótica, ciência viva na escola, hologramas, webinares temáticas, espetáculo de Stand Up Comedy, demonstrações musicais e aulas online realizadas pelos três agrupamentos escolares do concelho – Dr. António Granjo, Dr. Júlio Martins e Fernão de Magalhães – e pela Escola Profissional de Chaves.
Esta atividade inseriu-se no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) e contou com vários parceiros, entre os quais os três agrupamentos de escolas do concelho, a Escola Superior de Enfermagem da Cruz Vermelha do Alto Tâmega, a Escola Profissional de Chaves, o Centro de Formação Profissional de Chaves, a Associação Empresarial do Alto Tâmega – ACISAT e a Associação de Desenvolvimento Regional do Alto Tâmega – ADRAT.

loading...
Share.

Comentarios fechados.