A uma prova do fim, o flaviense Nuno Pinto ficou na liderança do Troféu Ibérico de Supermoto, ao fazer dois segundos lugares na prova que se realizou no Circuito Forcarei, em Espanha.

Quer na primeira, quer na segunda manga, o transmontano segurou o segundo lugar do pódio, ficando com os pontos suficientes no primeiro lugar a uma prova do final, que se realiza em Chaves a 21 de outubro.

“Foi um resultado importante para estar na liderança antes da corrida decisiva. Ganhei muitos pontos face aos outros concorrentes ao troféu”, realçou.

Apesar de ter capacidade para lutar pelo primeiro lugar, o flaviense preferiu evitar quedas ou avarias, e colecionar os pontos importantes para vencer a primeira edição da prova que junta duas corridas em Espanha e Portugal.

Terceiro lugar final na Galiza

Com o resultado alcançado na última prova em Espanha, Nuno Pinto ficou com o terceiro lugar no Campeonato Galego de Supermoto.

“Comecei a época a vencer mas depois lesionei-me e falhei duas provas, o que não me permitiu lugar pelo título, quer em Portugal quer na Galiza, mas consegui terminar no 3º lugar em Espanha”, destacou.

Coroação pode acontecer em casa
A última das quatro provas da 1ª edição do Troféu Ibérico de Supermoto é a 21 de outubro, no Kartódromo e Aeródromo de Chaves, organizado pelo Clube Motard de Chaves.

“Falta uma prova e está tudo bem encaminhado. Será especial voltar a ganhar em casa, depois de ter conquistado a Taça de Portugal de Supermoto em Chaves. Vencer o ibérico seria excelente”, atirou.

Diogo Caldas

loading...
Share.

Deixe Comentário