No Dia Mundial da Alimentação, que se celebra hoje, sexta-feira, o presidente da Câmara de Montalegre lembrou o facto do território barrosão ser Património Agrícola Mundial, uma distinção que acarreta orgulho e responsabilidade, disse Orlando Alves.

Para o autarca barrosão o galardão “é uma vénia ao trabalho dos antepassados”. O concelho, acrescenta o autarca, é sinónimo de riqueza patrimonial que obriga a todos a um constante respeito pela mãe natureza.

Comemorado desde 1981, o Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, é alusivo à data de criação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), em 1945. Este marco traz uma importante reflexão sobre a necessidade de uma alimentação saudável, acessível e de qualidade, chamada de “Segurança Alimentar e Nutricional”. O objetivo desta comemoração é dar consciência e potenciar uma ação global para aqueles que sofrem com a fome e a necessidade de garantir a segurança alimentar e dietas nutritivas para todos. Este ano, o tema é “Cresça, alimente, sustente. Juntos”, onde é lançado um apelo à solidariedade global, dentro do cenário de pandemia de Covid-19, para ajudar as pessoas mais vulneráveis a recuperar e tornar os sistemas alimentares mais sustentáveis, fortes e resilientes.

Segundo dados do relatório “O Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2020″ (State of Food Security and Nutrition – SOFI)”, pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e por outros fundos, cerca de 750 milhões de pessoas foram expostas a níveis graves de insegurança alimentar em 2019.

A FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) assinala 75 anos de existência.

 

loading...
Share.

Deixe Comentário